sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Voltei....


Depois de passar uns dias ali na Cidade Maravilhosa....

Volto a postar em breve!

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Páginas....


Será que existem momentos em que é preciso virar a página, mesmo que pareça que não houve um ponto final?

Sentada, olhava pela janela, e os pequeninos flocos de neve anunciavam o inverno que logo chegaria, trazendo consigo o frio, o recolhimentos, momentos de aconchego e também de solidão.

O único som naquele momento era o das gotículas que escorriam pela vidraça, aqueles flocos já derretidos....

Deixou sobre a mesa aquele livro ou seria um diário? Não importa! Nele haviam páginas, várias delas. Algumas preenchidas, outras em branco, umas numeradas, outras amassadas...

Refletiam sempre o seu estado espiritual, as suas vontades, as suas angústias e sobretudo os seus mais secretos desejos. Mas também guardava ali: a esperança, em páginas soltas, deixadas dentro do livro. E por que eram soltas?

A esperança não se prende, ela sempre voa.....

E então? Era hora de virar a página mesmo sem um ponto final?


Por Tempestade


quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Ciclos em nossa vida...




Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final...
Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.
Foi despedida do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?
Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu.
Pode dizer para si mesma que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó.
Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seu marido ou sua esposa, seus amigos, seus filhos, sua irmã, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.
Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.
O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.
As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora.
Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.
Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração... e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar. Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.
Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor.
Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.
Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal".
Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará.
Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.
Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.
Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.
Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é.
Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu própria, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és...
(desconheco autoria)
 
*recebi por e-mail da Cris

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Friagem?


E no coração bate aquela friagem,
Não é de alegria,
Às vezes aquela saudade que aperta,
e uma ponta de tristeza também.

Por Letícia Alves

sábado, 16 de outubro de 2010

O que é saudade?


Saudade é solidão acompanhada, é quando o amor ainda não foi embora, mas o amado já... 

Saudade é amar um passado que ainda não passou, é recusar um presente que nos machuca, é não ver o futuro que nos convida...
Saudade é sentir que existe o que não existe mais...
Saudade é o inferno dos que perderam, é a dor dos que ficaram para trás, é o gosto de morte na boca dos que continuam...
Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade: aquela que nunca amou.
E esse é o maior dos sofrimentos: não ter por quem sentir saudades, passar pela vida e não viver.

O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.
                                                                                                                                                                                                              Pablo Neruda

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Blog Action Day 2010 - Water


O Blog Action é um evento anual que congrega no dia 15 de outubro blogs do mundo inteiro em torno de uma temática de importância para o planeta. Esse ano a temática é a ÁGUA.
Bem precioso e não renovável, vemos a cada dia ela se escoando pelos ralos e usada de forma indiscriminada e irresponsável.
Vemos lavagem de calçadas e carros com água potável, enquanto há um uso indiscriminado, há outras pessoas que sequer tem água limpa para beber.
E quando essas pessoas bebem qualquer água, isso acarreta várias doenças, como as citadas na figura acima. Problemas diversos advém da falta d'água, desde o comprometimento da saúde até a inserção social de um indivíduo.
E pensar que quase 1 bilhão de pessoas no mundo não tem acesso à água limpa e potável, ou seja, 1 em cada 8 pessoas que habitam o Planeta Terra.
Por isso, pense melhor ao abrir a sua torneira e na hora de limpar sua calçada.
O planeta e as pessoas sedentas agradecem.

*Essa postagem faz parte do Blog Action Day 2010 Water.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Árvore & Felicidade....





“Para que haja uma árvore florida, é preciso haver antes uma árvore; e, para haver um homem feliz, é preciso haver em primeiro lugar um homem”. 


Antoine de Saint-Exupéry, aviador, escritor, FRA, 1900-1944

sábado, 9 de outubro de 2010

Quero lhe beijar a boca...

E há quase um ano atrás, eu recebi esse poema por e-mail (extraído de um site), que representava bem o meu momento naquela época.
Sim, deixou saudades!
Era algo tão sublime e de uma beleza que eu nunca saberei explicar, eu apenas senti. Mas os caminhos da vida nos separaram. Mas eu guardarei comigo pra sempre no meu coração todas as cores, cheiros, sons daquele tempo.....
Eis o texto,



Quero lhe beijar a boca
morder seus lábios
e brincar sua língua na minha.
Quero lhe beijar a nuca
lhe arrepiar inteiro
encostar meu peito no seu
até os corações se compassarem
as mãos entrelaçadas suarem.
Quero um abraço eterno
de guardar seu cheiro na minha pele.
Quero me queimar no seu fogo
e guardar pra sempre a cicatriz escarlate
desse nosso encontro....

Léa Waider

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Conselho de mãe...


Esses dias me lembrei da minha mãe, como já falei aqui.
Mas uma das coisas mais latentes que me lembrei nesses dias foi de um conselho que ela sempre me dava. Em várias ocasiões quando eu estava querendo desistir de algo ou mesmo me mostrava desanimada e até abatida por qualquer coisa, ela tinha uma frase ótima, que era:
"Minha filha, firma o corpo e siga em frente."

Pois bem, hoje em frente ao espelho eu me olhei e disse:

"Firme o corpo e sigamos em frente."

E agora depois de um certo período de turbulências, tenho que firmar o corpo, seguir em frente e não me deixar abalar e ser como uma rocha.

Obrigada, mãe, por seus cuidados!



terça-feira, 5 de outubro de 2010

Pra ninguém...


Ninguém prá ligar
E dizer onde estou
Ninguém prá ir
Comigo onde eu vou...

Por outro lado
Ninguém prá baixar o volume
Ninguém prá reclamar
Dos pratos sujos
Ninguém prá eu fingir
Que eu não amo...

Toda noite no mesmo lugar
Eu abro os olhos
E deixo o dia entrar
Prá ninguém! Prá ninguém!
Eh! Eh!
Prá ninguém! Prá ninguém!...

Ninguém prá dizer
Quando eu devo parar
Ninguém na casa
Prá poder acordar, do meu lado
Ninguém prá contar novidades
Ninguém prá fechar as cortinas
Ninguém prá brigar
De vez em quando...

Toda noite no mesmo lugar
Eu abro os olhos
E deixo o dia entrar
Prá ninguém! Prá ninguém!
Prá ninguém! Prá ninguém!
Êh! Êh! Ieh! Eh!...

Toda noite no mesmo lugar
Eu abro os olhos
E deixo o dia entrar
Prá ninguém! Prá ninguém!
Prá ninguém! Prá ninguém!...


Eh! Eh!
Prá ninguém! Prá ninguém
Prá ninguém! Prá ninguém!
Eh! Eh!
Prá ninguém! Prá ninguém!...

domingo, 3 de outubro de 2010

Eu acredito em anjos e você?


Se eu acredito em anjos?
Sim eu acredito!
Deus me deu a oportunidade de ter um anjo cuidando de mim até bem pouco tempo atrás, o meu anjo atendia por mãe. 
Sim, ela foi o meu anjo por toda a vida que teve, e há dois meses voltou para morar com Deus, o mesmo Deus que a me deu. 
Agora ela olha por mim com certeza como sempre, apenas não posso tocá-la e nem a ouvir me chamando, mas o meu coração sempre será sua morada.
Saudades eternas me acompanharão, e a falta que ela me faz, somente eu sei dimensionar ou não.
Pois a dor de perdê-la é tão grande que é como se houvesse uma cratera no meio do meu peito.
Ela me fez acreditar que tudo é possível quando buscamos com toda a sinceridade, vontade e lealdade e acima de tudo com muita fé.
Através do exemplo dela, eu sigo adiante.
A vida não é tão fácil sem ela, mas é preciso continuar, pois ela mesma dizia isso.
Então continuo a cada dia, um passo de cada vez, olhando para frente e realizando pouquinho a pouquinho os vários sonhos que eu compartilhei com ela, e ela sempre apoiou.

Pra sempre te amarei, mãe!

sábado, 2 de outubro de 2010

Cartas sem selo....


Para quem ainda não conhece....
Eu também escrevo lá no Cartas sem selo 
Uma das minhas cartas aqui
Te esperamos lá!

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Amor & (in)consequências...


Ela: eu gosto de você, mas...
Ele: mas...
Ela: eu tenho medo.

(silêncio)....

Ele: por que você é inteligente...
Ela: não entendi...
Ele: só quem não tem inteligência, não pensa nas consequências....

(silêncio... pensativa)....

Ela (pensando): queria ser inconsequente...


Será que ela deve ser inconsequente?