Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2018

Leitura conjunta - Contos de Edgar Allan Poe

Imagem
Ei, gente! Hoje vim contar que esse ano, mais uma vez, vai acontecer a leitura conjunta de contos do Poe. O projeto #12mesesdePoe já está no ar! A iniciativa é da Anna Costa e você pode conferir todas as informações no grupo do Facebook. Para facilitar, já trago o cronograma e assim vocês podem ir lendo. Mensalmente é aberto um tópico fixo de discussão para aquele conto. Na seção de arquivos do grupo, você encontra os contos para baixar. Também é fácil encontrar em buscas pela internet! Espero que gostem e vamos em frente nas leituras de 2018! Imagem retirada do grupo no Facebook Por Letícia Alves 

Robinson Crusoé - Daniel Defoe

Imagem
DEFOE, Daniel. Robinson Crusoé . São Paulo: Penguin Classics Companhia das Letras, 2011.  408 páginas Escutamos muito sobre Robinson Crusoé e Sexta-Feira, esses personagens e sua história, mesmo que parcial, povoam o imaginário no mundo. Esse clássico da literatura mundial e que pode ser considerada como fundante do romance inglês, traz muito mais elementos em sua narrativa do que simplesmente o "conhecimento" que temos desses dois personagens. O livro escrito no século XVIII, tendo o autor, Defoe já publicado outras obras, nos traz a história de um náufrago e sua vida em uma ilha deserta. A primeira parte do livro é dedicada a nos contar quem é Robinson e qual a sua motivação em deixar sua vida na Inglaterra, a sua casa paterna e sua posição social, para se aventurar nos mares. Já a segunda e última parte é dedicada ao seu diário. Nesse relato Crusoé vai nos contar como passou 28 anos em uma ilha, desde a sua primeira noite até sua saída de lá e retorno

Machado - Silviano Santiago

Imagem
SANTIAGO, Silviano. Machado . São Paulo: Companhia das Letras, 2016. 424 páginas O vencedor do prêmio Jabuti de 2017, recomendado em várias listas e resenhas pela internet a fora. O livro me chamou a atenção, antes mesmo das premiações que teve. Todos os textos, resenhas, notas sobre Machado de Assis sempre me chamam a atenção. A apresentação da obra no próprio site da editora nos conta o seguinte e para ler um trecho do livro disponibilizado pela editora, clique aqui . Rio de Janeiro, começo do século XX. Viúvo e solitário, Machado de Assis sofre fortes dores e crises nervosas enquanto testemunha a modernização da antiga cidade do Rio de Janeiro. Em Mário de Alencar, filho de José de Alencar, o presidente da Academia Brasileira de Letras encontrará um precioso interlocutor, que também sofre terríveis crises nervosas e o encaminhará ao dr. Miguel Couto. Qual é a relação entre as convulsões de Machado e sua genial criação?  Depois de narrar passagens inauditas das vidas