sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Amor & (in)consequências...


Ela: eu gosto de você, mas...
Ele: mas...
Ela: eu tenho medo.

(silêncio)....

Ele: por que você é inteligente...
Ela: não entendi...
Ele: só quem não tem inteligência, não pensa nas consequências....

(silêncio... pensativa)....

Ela (pensando): queria ser inconsequente...


Será que ela deve ser inconsequente?

7 comentários:

Lú Silva disse...

Núuuuuuuuuuuuu
Pará tudo !!!
Love no ar!


Bjos

Danii disse...

Mas precisa saber dosar a inconsequência e a inteligência né? :)

menina fê disse...

sim.
sim
sim.

rsrs

Flavio Ferrari disse...

Quem tem, tem medo ...

Aline Patrícia disse...

Às vezes é preciso enlouquecer um pouco, sair da órbita. Por mais que existam riscos, não se pode saber o que o futuro nos reserva com outrem se não arriscarmos.
Beijo :)

C. disse...

Ainnn amiga, a cabeça nao pensa o corpo padece neh, essa é das antigas.

Que linda essa ilustração!

Hj vou comer Cinnabon denovo, tá convidada ;)

Poeta Mauro Rocha disse...

Já dizia Raul Seixas:

O que eu como a prato pleno
Bem pode ser o seu veneno
Mas como vai você saber... sem provar?

Como vai saber?

Tenha um ótimo domingo.