Tirza - Arnon Grunberg



GRUNBERG, Arnon. Tirza. Rio de Janeiro: Rádio Londres, 2015. 460 páginas.


Nesse romance dividido em 03 grandes partes: O Aluguel, O sacrifício e O deserto, vamos acompanhar a estória de uma família, onde o pai,  Jörgen, um editor de livros, tem duas filhas, Ibi e Tirza. Passou por vários atropelos na vida, e agora tem uma festa de despedida de sua filha caçula que vai partir em uma viagem pela África, com seu namorado marroquino antes de voltar para começar a faculdade.

Jörgen passava anos economizando dinheiro com o aluguel da parte de cima da sua casa, em um banco na Suíça para garantir o futuro de suas filhas, Ibi morando na França com o namorado e dona de pousada e a sua preferida Tirza, a caçulinha! Nesse meio tempo, o dinheiro simplesmente desaparece, ele culpa o mundo pós-11 de Setembro. Se vendo dispensado do trabalho e seu o seu fundo monetário, resta cuidar da casa, do jardim e de Tirza. Mas com o retorno da sua esposa, que tinha abandonado a família, ele tem essa pedra no meio do caminho, mas segue como se ali ela não estivesse.

Grunberg vai construindo a narrativa com o passado e o presente entrelaçados, com pitadas de humor e sarcasmo e por assim dizer, um humor refinadamente negro. Há também uma angústia que nos acompanha na evolução da narrativa, algumas questões ocultas surgem e não são solucionadas, mas isso não compromete toda a construção do enredo.

De suspense em suspense vamos acompanhando a trajetória de Jörgen e seus dilemas na busca incessante de sua própria salvação.

Com um final inesperado (apesar de que no meio da narrativa, eu já aguardava por um final nessa linha), o autor nos convoca a pensar sobre nós mesmo, a humanidade e por assim dizer, a família.

Deixo aqui dois trechos de alguns que marquei no texto:

"O que ele descobriu, sim, é que quanto menos o outro existia, mais era fácil de suportar." p.147

"Não é esta, afinal, a única missão do ser humano? É preciso se tornar o que os outros desejam ver em você." p.411

Recomendo a leitura!


Avaliação :


Comentários