[CONTOS] A carta roubada - Edgar Allan Poe





Imagem retirada da internet


POE, Edgar Allan. Medo Clássico: contos inéditos do autor. Rio de Janeiro: Darkside Books, 2017. Volume 1, p.209-232.


Um pouquinho atrasada, vamos dar sequência ao conto do mês (Junho), no projeto #12mesesdePoe, vamos conversar um pouquinho sobre A carta roubada.

Esse conto faz parte da trilogia Dupin do exemplar da Darkside books, nesse conto, Poe nos mostra o quanto o ser humano pode se achar esperto, e não é bem assim. As relações humanas no que diz respeito à previsão do que o outro irá fazer, é a tônica dessa narrativa.

Nesse conto, o comissário de polícia monsieur G. procura Dupin para lhe pedir um conselho ou quiçá contribuições para solucionar o caso da carta roubada. 

Monsieur G. conta com riqueza de detalhes todas as possibilidades de recuperação da carta e também de toda a sua busca junto com os policiais. E não encontra.

Dupin afirma que a carta está lá! e G. não acredita, faz mais uma busca e nada. Então, Dupin vai relatando o passo a passo para nós leitores, de como é possível que o objeto tão procurado possa estar em local completamente ignorado. 

Mas o mote da narrativa é: se você é observador e analítico, vai enxergar coisas que os outros que não possuem essas habilidades não conseguirão enxergar. 

Dessa forma, G. não encontra a carta e Dupin sim. A solução do mistério é relativamente simples, mas eu confesso que não imaginava o desfecho. Vale a leitura!

O conto do mês de Julho é O Retrato Oval! 

Até lá!


Minha avaliação: 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rubem Alves Essencial : 300 pílulas de sabedoria

Histórias não (ou mal) contadas: Revoltas, Golpes e Revoluções no Brasil - Rodrigo Trespach

Fevereiro...