Última hora - José Almeida Júnior


ALMEIDA JÚNIOR, José. Última hora. Rio de Janeiro: Record, 2017. 352 páginas.



Livro de estreia do autor e vencedor do prêmio SESC de Literatura em 2017, Última hora é um romance histórico que nos leva aos anos da década de 1950 do século passado. O contexto da narrativa se dá no governo de Getúlio. E o jornal foi criado com o intuito de ser propagandista do governo. Samuel Wainer é amigo do presidente e dono do jornal. Intrigas nos bastidores, efervescência política, o partido comunista na clandestinidade é o cenário ideal para conhecermos o que se passava àquela altura na República. Nosso personagem principal, Marcos, é um comunista indignado com os rumos da política getulista, mas se rende, pelo menos é o que deixa transparecer, ao aceitar o emprego no jornal. Ao lado de figuras conhecidas como Nelson Rodrigues que cria o seu famoso A vida como ela é... que nasce como coluna do jornal. Carlos Prestes com seu jornal A tribuna, que ataca veementemente Getúlio e sua política. O atentado da Rua Tonelero no Rio e várias outras camadas históricas, nos conduz pelos caminhos dessas figuras, através de uma leitura fluida e narrativa próxima da linguagem da televisão e nos faz entender os meandros da mídia, do dinheiro e da política. Será que isso ficou lá na década de 50?

Recomendo o livro para quem se interessa pela história recente do país e não leu nada ainda sobre o tema.

Conheça o autor através do site: https://www.josealmeidajunior.com/

Minha avaliação: 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Histórias não (ou mal) contadas: Revoltas, Golpes e Revoluções no Brasil - Rodrigo Trespach

Rubem Alves Essencial : 300 pílulas de sabedoria

Entre pontos - J.L.Amaral