segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

45 anos - filme

Resolvi me dar ao luxo de tentar assistir aos filmes indicados ao Oscar 2016, seja na categoria melhor filme ou em outras como ator atriz e por aí vai (a lista completa dos indicados, você encontra aqui, e em vários outros sites pela internet).

Dos filmes que já vi (você pode conferir minha lista de filmes assistidos em 2016 aqui), vários tem me chamado atenção, seja pela fotografia, trilha sonora, atuações e claro, a própria história ali contada. E dentre os filmes até agora vistos, vou destacar um, que realmente me fez pensar mais, o filme é 45 anos. Informações sobre ele e outros filmes, gosto de ver no site Adoro Cinema, o link para as informações dele é esse aqui.


Imagem da internet - poster brasileiro

Imagem retirada da internet - poster original


É um filme do Reino Unido, então não vá achando que é aquela trama de Hollywood, talvez você demore a engrenar no entendimento da história e até mesmo achar que a história é parada, vá sem preconceitos e delicie-se com a história.



O filme começa com duas notícias, uma boa e outra ruim (claro, dependendo do ponto de vista), a boa é que Kate e Geoff estão comemorando 45 anos de casados, e Kate está planejando a festa, e a outra notícia é que há uma semana dessa bela comemoração, Geoff recebe uma carta dizendo que o corpo do seu primeiro amor foi encontrado congelado no meio dos Alpes Suíços, depois de décadas. É agora que a estrutura emocional de ambos será abalada, e com isso a pergunta: há o que se comemorar?

E durante os preparativos da festa, conversas com Geoff e o retorno de conversas sobre Katya (o primeiro amor de Geogg), dentro de casa e a todo momento, inicia-se um conflito emocional para Geoff, mas principalmente para Kate. E a última cena sintetiza o que a todo momento o espectador não quer acreditar.



Bela fotografia, trilha sonora, boa direção e atuações impecáveis, Charlotte Rampling concorre ao Oscar 2016 de melhor atriz.

Em síntese, é um filme delicado e ao mesmo tempo forte!


Por Letícia Alves 


Um comentário:

Roseli Pedroso disse...

Oi Letícia!
Quero muito assistir esse filme. Adoro essa atriz!
Bjs