sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Vida (ir)real...



E um dia você desperta, e percebe que tudo aquilo não foi um sonho.

É vida real.

Que a dor, e a insegurança são verdadeiros, e bem latentes, que não haverá o colo para você voltar, quando sair lá do mundo e voltar para o seu lar.

Você percebe que está um pouco desamparado fisicamente, por que espiritualmente jamais estará.

Você se dá conta que não sabe resolver muitas coisas, apesar ter uma certa idade e maturidade, pois, você ainda precisa de um guia.

Chega à conclusão que o tempo é o melhor remédio, e ao mesmo tempo sabe que não é um sonho, e não é um pesadelo, é vida (ir) real...



Por Letícia Alves

3 comentários:

CE disse...

Por mais que eu tenha vivido, sempre quando me deparo com um problema, parece novo e me sinto perdida... não devo ser a única, então, a me sentir assim.

Fica süsse, como dizem, tem problemas que não podemos resolver, porque não são nossos, só estão ao nosso redor.

Orvalho do Céu disse...

Olá,
Tem coisas que se parecem com sonhos e são realidade e há outras realidades que não passam de sonho...
Abraços fraternos de paz e bem

Lu Guedes disse...

Acho que é justamente quando você respira fundo, fecha os olhos e fica com preguiça de acordar. Mas acorda porque o dia seguinte existe.

bacio