sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Meme Literário de um Mês - 2012 - Dia 19

O que você acha da elitização da literatura? Você acha que realmente só é intelectualizado aquele que lê os clássicos da literatura? Que ler 1000 livros “de banca” não equivalem a 10 clássicos? O que você acha das pessoas que criticam a literatura “para a massa”, os blockbusters literários? É mesmo possível julgar o nível de intelecto de uma pessoa pelo que ela lê? Você tem algum preconceito literário?


Bem, vamos lá por partes, a minha opinião. Não é só no campo da leitura que existe essa tentativa de elitização, mas em todos os demais, como, música, artes, cinema e por aí vai. Penso que é uma grande falácia, há de se pensar na construção de uma boa educação e consequentemente de leitores.

Com isso, acredito que não há essa distinção entre intelectual e não intelectual, baseando nas experiência de leitura, sejam eles, os clássicos, os livros mais recentes, ou os blockbusters literários. Pois compreendo que não há como se avaliar ou mesmo julgar o intelecto de alguém pelo tipo de leitura que ele adota. Um livro de que gênero for, tem uma razão de escolha, portanto, é nessa questão que deve-se concentrar aqueles que pensam, escrevem e vivenciam a leitura.

Pois se fortalecemos essas "crenças", alimentaremos preconceitos literários, os mais diversos, sendo que deveríamos proporcionar um espaço de escolhas, abrindo assim uma gama de oportunidades.

Eu diria que não é um preconceito literário, mas sem uma escolha de leituras a serem realizadas. Mas com certeza já li muita coisa de forma obrigatória, o que não é sempre salutar, mas eu penso sempre em escolhas, ao invés de preconceito literário.



Por Letícia Alves

3 comentários:

CE disse...

Acho tem muita gente ainda que só lê certos livros por causa da fama que eles tem, principalmente os de vampiros... rss

Eu sou daquela que penso "você é a música que você ouve, o livro que você lê", não consigo separar uma coisa da outra. Você sofre influência de tudo isso, afinal. Mas é claro não vou "decifrar" uma pessoa e discriminar por isso.

Boa sexta, véia kkk

Roseli Pedroso disse...

Também sou contra esse tipo de coisa.Para mim a literatura vai de momento em que me encontro. As vezes estou apenas para ler um livro bobinho, água com açúcar só pra relaxar. Outras vezes estou no espírito mais introspectivo, filosófico então me volto para leituras mais densas. E nessa, vou fazendo minha bagagem cultural. Da mesma forma que acontece com demais artes.
Bjs

Tay Santini disse...

Isso mesmo, é uma escolha de leituras. Mas sair da zona de conforto é sempre preciso, ajuda muito. ;)

www.despindoestorias.com