Névoas...





A noite adentrou minha janela,
Trazendo consigo um pequeno raio de luar.
Tudo está tão escuro,
Não me enxergo.


É um dos momentos mais perturbadores pra mim,
Os ponteiros do relógio tornam-se meus inimigos,
Pensamentos tilintam sem parar.


Névoas cobrem meus olhos,
São lágrimas que derramo,
E que não me deixam ver adiante.


Mas é preciso vencer obstáculos,
Mesmo que seja a noite.

Vou conseguir, 
Pois logo,
Irá despertar,
Um novo dia,
Com seus belos raios de sol.

Mas mesmo que o sol não venha,
Terei claridade,
Verei diante e adiante de mim.

Me enxergarei,
Mesmo que eu siga sem me compreender.

Por Letícia Alves




Comentários

Anônimo disse…
Há dias em que precisamos apenas de um abraço... Mas eu prefiro as noites. :-)

Postagens mais visitadas deste blog

Rubem Alves Essencial : 300 pílulas de sabedoria

Histórias não (ou mal) contadas: Revoltas, Golpes e Revoluções no Brasil - Rodrigo Trespach