quarta-feira, 27 de junho de 2012

Névoas...





A noite adentrou minha janela,
Trazendo consigo um pequeno raio de luar.
Tudo está tão escuro,
Não me enxergo.


É um dos momentos mais perturbadores pra mim,
Os ponteiros do relógio tornam-se meus inimigos,
Pensamentos tilintam sem parar.


Névoas cobrem meus olhos,
São lágrimas que derramo,
E que não me deixam ver adiante.


Mas é preciso vencer obstáculos,
Mesmo que seja a noite.

Vou conseguir, 
Pois logo,
Irá despertar,
Um novo dia,
Com seus belos raios de sol.

Mas mesmo que o sol não venha,
Terei claridade,
Verei diante e adiante de mim.

Me enxergarei,
Mesmo que eu siga sem me compreender.

Por Letícia Alves




Um comentário:

Diego Augusto disse...

Há dias em que precisamos apenas de um abraço... Mas eu prefiro as noites. :-)