sábado, 7 de janeiro de 2012

Poesia...



Às vezes, para não dizer sempre, a felicidade vem sempre nos pequenos detalhes e quando você menos espera.

Alguém me perguntou um dia se escrevo poemas, eu hesitei e depois de um tempo respondi que escrevia o que sentia, mas que não eram poesias... E eu estava errada. Ao assistir o filme Poesia (indicação da Lu), eu pude perceber, vivenciar e ter certeza que sim, eu escrevo poesia.

Esse belo e singelo filme, mostra através de uma senhora e sua vida, que a poesia está na observação do cotidiano e na forma como vemos e vivemos cada momento.

A cada dia perceberemos, por exemplo, uma nuvem de uma forma que não a tínhamos visto anteriormente, pois nem nós e nem a nuvem somos o mesmo no segundo instante.

Sim, eu escrevo poesias. E você?

Por Letícia Alves

6 comentários:

Ingrid disse...

eu escrevo o que sinto e por vezes o que gostaria de sentir..
nunca tentei saber o que é,mas ..dizem que sou poetisa..
somos o que somos e em algumas situações existem "palavras" para nomeá-las..
beijos querida..

Ane disse...

Eu escrevo muita poesia... hehehe

Gostei do texto, Lê!
Beijos.

Poeta Mauro Rocha disse...

Eu escrevo poesia!
Tenha uma ótima semana...


Um abraço!!

Daniel disse...

Sendo assim... eu escrevo poesia também... e também sempre titubiei em dizer que as escrevo.
Vejo como você. Escrevo o que vejo (cada hora de um jeito) e o que sinto (cada hora de um jeito).
Feliz 2012

Daniel

Menina no Sotão disse...

Eu acho que todos nós escrevemos poesias. Ou pelo menos o nosso olhar o faz. Eu gosto por exemplo de deixar a paisagem se ocupar de mim e então uma nuvem em movimento sobre os prédios tem algo que vem para mim e acaba obviamente em palavras.
Gostei do seu olhar para o filme.

bacio

。♥ Smareis ♥。 disse...

O coração tranquilo, é tudo de bom na vida da gente. Adorei conhecer seu blog e ja estou seguindo. Convido a conhecer o meu blog e seguir-me se gostares. Beijos e ótima semana. Voltarei !