segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Querido diário...




Belo Horizonte, 22 de Agosto de 2011


Querido diário,

Sim, hoje lhe chamo de querido.
Quanto tempo faz desde que lhe deixei aberto naquela página em branco a espera de novas palavras, novos rabiscos, e talvez alguma mancha de uma lágrima que teimava em cair.
Mas bem, é que eu fui lá, encontrar uma menina de cabelos esvoaçantes, que anda de pés descalços, usa vestido longos e soltos e canta feliz. Ah, e tem uma bela gatinha, que é muito charmosa assim como sua dona.
Pois não é que com seu jeito travesso e livre há um charme, uma luz só dela, e como eu lhe disse, não deixe que se apague.
Os dias passaram tão rápidos e a paisagem bucólica e seus lindos ipês amarelos foram ficando pra trás, a medida que o ônibus se afastava...
Então, querido diário, voltei e encontrei outras páginas, outras cores, risos tímidos que logo se transformaram em gargalhadas sem medida, e agora te contando essas novidades posso assim virar mais páginas dessa descoberta que compartilho com você.
Já tenho saudades da menina de pés descalços e que canta em alto e bom som...

Beijos,



6 comentários:

Pandora disse...

Para mim narrar a minha vida é quase tão importante quanto vive-la... Meu diário sempre é querido, mesmo quando suas páginas ficam cheias de lágrimas!!!

Ingrid disse...

lindo amiga!
beijos e até breve..;-)

Katy disse...

Pude até ver as flores amarelas e o vento balançando os galhos das árvores...essas pessoas, esses momentos...são o que fazem a vida ainda mais bela!
Beijos.

Cris disse...

Ah gente, virei Fiona (significa que a menina de pés descalços não pode chorar que incha igual à Fiona em modelo Ogro). Oh, eu e a Bi estamos te esperando de novo hein, porque ...(em pé, balançando as mãos e cantando com a escova) "... e quem ficou, no pensamento xxx a esperança que o outro levou")

Atitude do pensar disse...

Gosto tanto de ir apreendendo tudo que vai sendo observado, um olhar, um sentir, um conhecer, um refletir; espelhos humanos que nos revelam um eu esquecido ou desconhecido.

Poeta Mauro Rocha disse...

Parabéns pelo lançamento meninas, pena não poder ir, mas tenham certeza que aplaudo de pé esse evento e a poesia.

Tenham um ótimo fim de semana.