quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Saudades?



Saudades nascem e,
Morrem no peito...


Palavras que jamais foram faladas,
sufocadas.


O ritmo da respiração,
antes ofegante,
agora é calma,
quase nada.


Os olhos já não brilham,
tudo é frio...


E o último suspiro,
se foi...
junto daquele perfume que ficou.....


Por Letícia Alves 

5 comentários:

EU SOU NEGUINHA disse...

Saudades dói...
Beijos doce Tempestade

Ingrid disse...

lindos versos de amor e saudade..
beijo querida..

Sonhos & melodias disse...

Saudade,
Palavra linda, doce, doída. Tenho sentido muito ultimamente. Mas vai,como tudo na vida ficando apenas algumas lembranças que o tempo se encarrega de apagar.
Bjs

C. disse...

Tenho saudade quando falava mais, assim a saudade de ter sido o que fui nao morre apenas no nao dito.

Cris Mitsue disse...

A saudade dói.. mas ela é a prova do amor que sentimos pelo outro. Ou seja, é ótimo!

Será que estou sendo muito otimista?

:D