Ela, Ele, Eles & o quase amor....



Ele falou de amor.
Ela sorriu.


Ele falou em descobrir coisas novas.
Ela se animou.


Ele escolheu um perfume.
O perfume nEla ficou.


Ele dizia que não a esquecia.
Ela sorriu ao ler.


Ele disse que ela tinha um belo sorriso.
Ela sorriu com ele.


Ele quis dormir de conchinha.
Ela adorou a ideia.


Ele disse que a paixão não começava nos olhos.
Ela concordou.


Ele disse que tinha uma vontade louca de pegá-la.
Ela também o queria.


Ele disse que não era o universo dela, mas que era
feliz em fazer parte dele.
Ela se esforçou para tê-lo.


Ele não disse adeus, permaneceu em silêncio.
Ela teve a certeza que tudo era sonho............


Por Tempestade

Comentários

Suzana Martins disse…
Ele disse que sorria
e ela jamais esquecia!!

Ela acordou
e ele a beijou.

beijos linda!!^^
Flavio Ferrari disse…
Quase encontros deixam uma sensação de ausência doida ...
Querida Letícia,

Adorei esses seus versos, eles me fizeram lembrar muito de "Eduardo e Mônica", tanto que coloquei a música para tocar aqui, em plena madrugada....

"E todo mundo diz que ele completa ela e vice-versa, que nem feijáo com arroz..."

Beijos!! Parabéns pela bonita composição!
Que lindo! Amo esses desencontros e esses "quase" na vida.
Bjs
C. disse…
Hehe nem sei o que dizer, vc sabe do que me lembrei.
Rende sempre uma boa lembrança momentos de desencontros, mesmo nao tido o final esperado.
menina fê disse…
"ela diz que não o esquece,
ele sorri quando lê"

tenho certeza. rs

bjs meus
Que brisa deliciosa sopra de seus textos, Lê!

beijos e borboleteios
Menina no Sotão disse…
E ao despertar ela percebeu que precisava sair para encontrar o homem de seus sonhos, mas não o fez, decidiu ficar um pouco mais com a sensação que o sonho causou e até hoje ela não o encontrou ainda. rs
Bacio carissima
Cris Mitsue disse…
Muito bom! Beijocas

Postagens mais visitadas deste blog

Vencendo etapas...

Cartas de amor

Olhos de Carvão - Afonso Borges