quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Além das nuvens....




O céu vestiu-se com as cores quentes de verão para celebrar o recomeço,
As folhas do outono caiam e cobriam o caminho por onde ela passava,
Ao passar por aquele caminho, o som quebradiço das folhas era o único ruído.

Caminho longo,
Permeado de sons,
Cheiros,
Lembranças.


O azul anil começa a encobrir sua cabeça,
As ideias desaparecem
Apenas o contorno daquele rosto é visível para ela,
Além das nuvens...

Por Tempestade

12 comentários:

Mylla Galvão disse...

Lê,
Lindo poema!
Lindo tb a tua entrevista no Vida Blogueira!!!

As cores do céu a se confundir com o rosto amado...

Tb já tive essa sensação boa!!!

bjão

Dani disse...

Temos em nós todas as estações. O calor do verão, as dúvidas do outono, a tristeza do inverno... mas nada se compara à esperança que vem com a primavera.

lindo texto!

beijo rouge

Dani

Chica disse...

Lindo!beijos,chica

Lunna Guedes disse...

Carissima, a tarde por aqui trouxe o sol e um pouco de vento e eu corri pra cá para encontrar seus dizeres...
Muito bom viajar com você nas cores lá de fora que acabam correndo cá para dentro. Bjs

Tyna disse...

O amor com todas as cores e delícias das estações...
O amor nos deixam aéreos...


beijos

Nany C. disse...

hor ainda.. é aniversário de um dos meus sobrinhos... rsrs haja reforço rs

Beijos minha amiga!
Obrigada !

Daniel Savio disse...

Mas espero que durante o caminho seja feliz, mas ao final da jornada, ache o teu prometido prêmio...

Fique com Deus, menina Tempestade.
Um abraço.

T disse...

Preciso tanto desses recomeços de Verão interno...

Um beijo :)

Lidiane Vasconcelos disse...

Fiquei por aqui tentando imaginar quem é ela, como ela é, como se veste, o que pensa, onde mora... minha imaginação voou longe...

Sanzinha disse...

Bora fazer algodão doce dessas nuvens? rsrs

Beijos, querida.
Conta comigo, viu?

Wilson disse...

A San fala muito bem de você, sabia?
Eu é que sou preguiçoso mesmo e demoro pra visitar os blogs.
Gostei muito do seu poema. Eu também escrevo bastante. Tenho cadernos e mais cadernos... alguns a San nem conhece.
Gosto de enxergar as pessoas através do que elas escrevem.

Vou voltar mais vezes, prometo! rs

Abraços!

menina fê disse...

sempre temos um caminho longo...

rsrs
tô de volta! =D

bj da fê*