domingo, 17 de janeiro de 2010

Matizes...



Ao olhar pela janela,
Seus olhos se perdem no horizonte.

Linhas tênues e matizes que se misturam diante dos seus olhos.



Os ventos que sopram, Dão movimento aos seus cabelos.
Pensamentos vão longe e ao mesmo tempo voltam....
Seus olhos rasos d'água, já não vêem com tanta clareza,
Se perdem.... Assim como aqueles ventos ao longe.

Lágrimas deslizam por sua face,
Coração apertado....
Dor... Confusão...
E da mesma forma que os ventos trazem,
Eles levam pra longe,

Pra outra direção.


O silêncio se instala e o único ruído é o som daquelas lágrimas...

15 comentários:

{nanda}_FX disse...

Le

lindo, ainda que triste...

beijo

pontorouge disse...

Que as lágrimas sejam de felicidade.
Que os ventos levem as coisas ruins e traga só as boas.
Que o silêncio seja de deslumbramento com a força positiva que uma tempestade pode ter. Sim, porque a tempestade pode ser devastadora por um lado, mas por outro varre as tristezas e lava a alma. Quer coisa melhor?

beijo rouge

Dani

▒▓█► JOTA ◄█▓▒ disse...

ººº
Gostei da foto e do texto.

Bom Domingo!!

myra disse...

minha querida Tempestade, lindo poema, mas ja nao verter lagrimas!!! tem que sorrirrrrrrrrrrrr1 apesar de tudo que nos pode acontecer , mais vale um sorriso ...triste, que tristeza sem sorriso..
tantos beijos e animo! che la vita é bella!!!

Tatiane Trajano disse...

Essas palavras me inudam!

Francy´s Oliva disse...

Não sei te explicar mas, suas palavras, sempre me remete a algo, que muitas vezes...Bom, lindo texto.
Beijitus, em sua alma.

Dalva disse...

Esse texto está cheio de sensibilidade e beleza...

Bjs.

Sanzinha disse...

"Sete ventos te trouxeram
Mas outros sete vieram
Mais tarde para te levar"

[Manuel de Andrade]


Ótima semana pra vc, flor!

Beijão!

Lunna Guedes disse...

Deixa ventar para as lágrimas secarem
Deixa faz sol para iluminar o rosto
Deixa chover para lavar a alma
E quando tudo passar, deixa a lembrança existir para que o sentido de tudo isso não se perca.
Bacio carissima

Ps. A manhã segue intensa e as primeiras linhas estão se definindo. Ainda não fui dormir, a madrugada sequestrou meus sentidos e a paisagem me fez ficar até mais tarde. Agora vou caminhar e me juntar aos primeiros raios de sol a aparecerem por aqui, choveu a noite toda... E o sol demorou-se a aparecer, mas está aqui, só não sei até quando...

Sandra disse...

Sei, que são apenas palavras e poeseias. Que o seu rosto está repleto de alegrias.
As lagrimas, são só a ilustração do momento, que se revela na poesia.
Ficou lindo.
Gostei muito...

O silêncio é a mgai da alma. é quando podemos ouvir a voz do nosso coração.

Já estamos na coletiva.
Que tal vim dar uma olhadinha??

Venha conferir
http://sandrarandrade7.blogspot.com
Ficarei feliz com a sua visita..

Este é o momento, em que colocamos, todos os nossos momentos de alegrias e afeição.
Tudo o que tem um grande siginificado em nossas vidas, fica ali, aqui registrados.
Com muito carinho, te espero para compartilhar.
Sandra

Daniel disse...

Obrigado Letícia
Que 2010 seja maravilhoso para você também.

Nada como uma janela para olhar outra direção e depositar naquele momento todas as novas fichas que temos a nosso favor.

Palavras que lembraram "I´m only sleeping" dos Beatles.

Beijos

Jaque disse...

Espero que esteja tudo bem =)


Beijos,
Jaque.

Jéssica, a antropofágica disse...

Ahhh, Le, parece-me até que escreveste sobre mim. Vivi isso também. Doloroso. Lindo. Amei.
Desculpa a ausência, doce!
Beijos

Mary disse...

Quando o silêncio me entristece, eu busco o barulho que desconcentra!

Tô de volta ao meu blog, Lê!

Beijo pra tu.

=)

O Profeta disse...

O troar do trovão, esta incessante chuva
As estrelas choram todas as mágoas na terra
Onde param os Anjos, porque não nos acodem os Santos
O mal e o bem porfiam esta eterna guerra

As casas do sul ruiram todas
Tal como a esperança desesperada
Toquei no rosto de uma criança triste
Senti uma paz surgir do nada


Mágico beijo