terça-feira, 20 de outubro de 2009

Eu te amo...



Eu te amo

Ah, se já perdemos a noção da hora
Se juntos já jogamos tudo fora
Me conta agora como hei de partir

Se, ao te conhecer, dei pra sonhar, fiz tantos desvarios
Rompi com o mundo, queimei meus navios
Me diz pra onde é que inda posso ir

Se nós nas travessuras das noites eternas
Já confundimos tanto as nossas pernas
Diz com que pernas eu devo seguir

Se entornaste a nossa sorte pelo chão
Se na bagunça do teu coração
Meu sangue errou de veia e se perdeu

Como, se na desordem do armários embutido
Meu paletó enlaça o teu vestido
E o meu sapato inda pisa no teu

Como, se nos amamos feito dois pagãos
Teus seios inda estão nas minhas mãos
Me explica com que cara eu vou sair

Não, acho que estás te fazendo de tonta
Te dei meus olhos pra tomares conta
Agora conta como hei de partir


Chico Buarque

10 comentários:

Wania disse...

Lê...

Esta música é uma das minhas preferidas...
É LINDA...linda, linda!
Poesia pura!!!!

Chico é o Chico, e não precisa dizer mais nada!

Bjão carinhoso par ti!

Sanzinha disse...

Quando o amor se revela, quem sai ganhando é a gente, que tem linhas e mais linhas de amor pra ler! ehehehe

Beijos para a omoça do pão de queijo!

myra disse...

amor, sempre, musica sempre e Chico, tambem,:)))
beijos

A Madrasta Má disse...

Este blog está um furacão de sentimentos! bjinhos da Madrasta!

Mågø Mër£Îm disse...

Até fui ouvir a musica, claro que tenho ela aqui, com a Ana Carolina...rs

Beijo!

Daniel disse...

Amei a letra mas acho que não conheço a música, vou procurar.

Só acho que não podemos deixar de viver outras coisas, amigos, família, enquanto estamos amando, pois o amor tem o péssimo hábito de nos deixar.

Beijos

Dalva disse...

Menina,

Redundante dizer que amooooo Chico e seus lindos olhos verdes... sua escolha e a música: perfects!

Bjs.

Valéria Russo disse...

Tempestade..
como diz o nosso amigo exagerado..
ah! o chico encantador de mulheres...
tem como não se encantar com esse poeta maravilhoso??
é uma das minhas preferidas tb!!!
boa madrugada.
uivos pra lua.
loba.

Wilson Torres Nanini disse...

Li no livro Benjamim do Chico um trecho que falava de um cara que cruzou com a personagem Ariela, que estava mascando chiclete. Um relance apenas, em que ele passou a pensar que os olhos dela cheiravam a canela. A todo instante procuro um relance assim, a mais pura poesia!

Daniel Savio disse...

Diria que a perguntas seriam respondidas alternando as perguntas a serem para o teu e do amado...

Fique com Deus, menina Tempestade.
Um abraço.