Noite e palavras...



Noite fria,
Silêncio que corta...
Em cima da mesa uma xícara de chá fumegante.

Pensamento voa longe,
Tentando encontrar os seus,
Encontrar você!

A lua e a estrelas lá fora,
Anunciam que a noite pode ser longa,
Fecho o livro,
E as palavras se vão com o vento...


Ao seu encontro,
E te trazem,
Pra mim!


Por Tempestade

Comentários

Daniel Savio disse…
Mas o amado sempre está perto, talvez não ao alcance do nossos braços, mas as vezes, ao alcance do nosso coração...

Fique com Deus, menina Tempestade.
Um abraço.
Wania disse…
Boom diiia, Lê

É bom ter nas palavras uma aliada!


Lindos ventos soprando por aqui,
Bjs
myra disse…
belisssssssssssimo!
bjs
Fernanda disse…
Ei... =D
Achei meio triste... tah td bem?
espero q sim...
Admiro quem consegue se expressar por versos...
eu tenho mta dificuldade, mas axo lindo!!!!
parabéns!!! =***
Helinha disse…
Pois é... o ser amado volta, na verdade, para o lugar de onde nunca saiu!!

^^

Tem um selo/homenagem de "Blog Show" pra vc lá no meu blog!!

Beijão!!
Dalva disse…
Adóravel e lírico o poema de hoje!

Bjs.
Ela disse…
E a lua sempre presente.
Amo a lua!
Tem Selo do Prêmio Dardos para vc em meu blog.
Este é o "Prêmio Dardos" que dá a cada blogueiro o reconhecimento de seu valor, esforço, ajuda, transmissão de conhecimento todos os dias.
Você merece!
Bjsss...
Um sorriso de orelhas em minha face e a pele arrepiada. Beijos
Post perfect! Tempestuosas palavras em emoções à flor da pele...
Vamos participar também da blogagem coletiva no dia 12.Até lá!
Bjs Cris e Márcia

Postagens mais visitadas deste blog

Vencendo etapas...

Cartas de amor

Olhos de Carvão - Afonso Borges