Nublando...


Nublando




Acordei!
A casa estava quente como o meu corpo.
No silêncio do quarto a percepção
De que o amanhã havia acabado de despertar.



Entre olhos sonolentos,
O corpo arrepiado,
Transformou a superfície lisa em leves ondas.



Todos os músculos foram esticados.
Cada fibra estendida ao extremo.



A boca abriu-se...



Na frente o espelho revelava a silhueta,
Que dengosa percebeu suas formas delicadas
Nas curvas acentuadas. Sorri...



O tempo nublado percorreu e penetrou no aposento.
Intrometido!



Transformou a quietude com o suave zumbir dos ventos.
Trocou a cor pálida das paredes.
Deu vontade de cobrir, ficar encolhida, quieta.



Era hora da partida que não pode deixar para amanhã o adeus de todos os dias.



Deixei que os minutos passassem, não fiz questão de segurá-los.



Que o tempo nublado chegasse, penetrasse todos os meus poros.



Que as horas permitissem aos minutos serem donos do tempo.
No peito arfante os dois elementos se misturaram, nublando

Meus pensamentos.



Fizeram do corpo moradia.

Tereza Cristina Fraga

Comentários

Coisa Frágil disse…
olá minha flor tempestuosa,

que lindo poema...adorei.

tem selinho e meme no meu blog p ti.

bjus perfumados
Daniel disse…
Muitas coisas se passaram pela minha cabeça enquanto lia tudo isso, mas sinceramente fico até com medo de arriscar algo por estar enganado.

Mas o mais importante mesmo é que cada um faça a sua própria interpretação do que lê.

Profundo!
Daniel
Pulsar disse…
Lindo Poema moça linda
beijão grande
LINDO! Adorei! Beijihos, Ladyce
Nany C. disse…
Beijos no coração...

!!!
rs
Lindo!
Num dia nublado como hoje, 'viajar' nestas palavras é inevitável...
Beijos
myra disse…
vim aqui te ver, tratando de continuar vivendo...muito triste, meu irmao Iosif landau ( www.yehudabenelin.blogspot.com ) faleceu....muitos dias atras, e estou em pedazos, mas trato de re-entrar na vida...e um dos lugares que gosto , é este aqui...
beijos,
Katy disse…
Poema lindo...queri ter um dia assim...ficar de "bobeira", apreciar coisas simples e belas...
Tenho trabalhado tanto e me sinto tão cansada...aff!
Mas sempre que der passo aqui para te ler, amiga querida!
Beijos.
Tyna disse…
Que delícia de dia nublado!

Passando rapidamente, enquanto bb dorme pra deixar um beijão

Vou tentar passar por aqui um pouquinho, na medida do possivel!

Beijos
{Nanda}_FX disse…
Moça

que lindo!!!
adorei tua inspiraçao...

beijos de saudades
Tyna disse…
Tem um meme delicioso pra você Aqui


Beijos!
Sanzinha disse…
Romance atrás de romance... alguém anda inspirado por aqui... ehehehe

Beijo, moça!
Fernanda disse…
Eiiiiiiii...
to de volta! adorei sua visitinha!
=D
as vezes nossa vida fica nublada msm... mas temos sóq lembrar q o sol nasceu pra todos... e vc só tem uma nuvem te impedindo de ve-lo!
;)
beijinhussssssssss
Coisa Frágil disse…
olá minha flor,
obrigada pelo comentário...

como diz o selo: s eu pudesse daria o mundo a vcs...não posso, pq não tenho a "posse" dele...mas dou meu coração a vcs, que é cheio de amor, carinho, amizade....

já tinha levado seu lindo selo, estava no outro layout, qdo mudei de lay, perdi muita coisas....aos poucos estou a resgatar...vou levá-lo novamente e colocá-lo com muito carinho ....

bjus perfumados e lindo final de semana
E.Suruba disse…
gostei do desfecho
soou como uma música
gostei daqui!
:D
O Profeta disse…
As cordas de uma viola vibraram
Beijaram os dedos ao tocador
Uma nota fugiu ao encontro da saudade
No refrão a canção tinha a palavra amor

Nunca ouviste a palavra amor
Nunca te encontrou a nota de uma violoncelo
Nunca se rasgou o teu deserto de silêncios
Nunca um som te fez sentir o quanto é belo

Boa semana

Doce beijo
Hijak Skank disse…
Querida Lê,

Linod texto...como o seu sorriso...beijocas...e guarda jaboticaba pra mim....
Me permita disse…
Minha querida, teu blog tá lindo, adoro este estilo! Tenha certeza que o inverno não dura para sempre! Um dia nublado pode se transformar numa linda tarde de sol! Tudo é uma questão de tempo! Bjs
A Madrasta Má disse…
Que delícia acordar assim... esquecer o tempo e ainda nubladinho... hummmmmmmmmmmmm
Bjinhos da Madrasta!
Daniel Savio disse…
Queria saber como terminou um dia assim...

Fique com Deus, menina Tempestade.
Um abraço.

Postagens mais visitadas deste blog

Vencendo etapas...

Cartas de amor

Olhos de Carvão - Afonso Borges