terça-feira, 21 de julho de 2009

Meu coração...



Meu coração anda apertado,
Angustiado, descompassado.
Sente falta daquele calor,
Daquela alegria,
Do saltitar emocionado!

Meu coração anda com dúvidas,
Incertezas, decepções,
Sente falta daquele carinho,

Daquele afago,

Do palpitar apaixonado!


Meu coração anda sem razão,
Sem caminho, desavisado,
Sente falta daquele rumo,
Daquele sorriso,
Do bater compromissado!


Por Letícia Alves
Em 21/07/09
às 1:06 h

16 comentários:

{Nanda}_FX disse...

Nossa... Amei...
Existem saudades que são intraduziveis... são apenas sentidas...
na emoção... pq a razão nao consegue explicar...

lindo!

beijos no coração

BAR DO BARDO disse...

bate bate bate coração...

Mylla Galvão disse...

Esse coração tá com falta de amor...
Amei... simplesmente!!!
Bjão

Katy disse...

Poema lindo...
Me fez lembrar daquela música: "meu coração sem direção, voando só por voar, sem saber onde chegar...sonhando em te encontrar"...

Beijinhos.

Ava disse...

Menina... Menina...

Esses corações indomáveis...rs

Sempre a nos colocar em situações difíceis... sempre apertado, a nos deixar em dúvidas, sem razão...

Adorei seu poema!

Beijos e carinhos!

Helena Teixeira disse...

olá,Letícia!
Poema muito bonito.Faz-me pensar na frase: O Amor tem razões que a própria razão desconhece...
Ah,é verdade,sou a nova colaboradora do aldeia da minha vida :)
Convido-a a dar uma espreitadela à nossa aldeia.

Cumprimentos, Lena

Lucineia Silva... disse...

Lê, lindo seu poema!
Indo em direção ao seu poema eu digo: meu coração anda triste! Aff! Meu Cruzeiro querido pisou na boal... não ganhou o tílulo tão sonhado!!!!
kkkkkkkkkkkkkk Aff Maria!!
bjos amiga poeta!

exoticlic.com disse...

saudades + dor putz = FOSSA

ferafelina disse...

É próprio dele, já já sossega.

bjinhos

Lígia Guedes disse...

Coração que é coração tem que viver aos pulos...

Beijo!

Elcio Tuiribepi disse...

Está parecendo aquele tal cheio de vazios, que em certos momentos na vida nos preenche a alma...
É uma sensação estranha, como se não fosse possível mudar isso...mas para sorte nossa, existe sempre um amanhã...e que o seu seja assim, repleto de cheios sorrisos...um abraço na alma...

Wania disse...

Lê, infelizmente, ele fica assim quando a gente coloca aquela plaquinha na frente: "HÀ VAGA"!!!!!!

Falta de bater compromissado...dói, mas pensemos que logo, logo esta vaga vai estar ocupada!
Lindo poema!!!!!!

Bjão

myra disse...

oh, la, la,,,, j'espere que le mien ira bien à present :))))
encore une bise

myra disse...

je viens presque chaque jour...une grosse bise,

Jéssica V. Amâncio disse...

aaah, e o meu também está (ou sempre esteve) assim.
lindas palavras!

Daniel Savio disse...

Afago da pessoa, eterna doce perdição de sentidos...

Bom texto, mas Leticia é você?

Fique com Deus, menina Tempestade.
Um abraço.