domingo, 21 de junho de 2009

Minha trilha sonora...



Minha trilha sonora me remonta à mais de 30 anos nos caminhos indo pra Piúma no Espírito Santo nas viagens de férias escolares. Era nesse caminho longo de viagem que eu tenho a lembrança da trilha sonora mais linda da minha vida: a valsa.
Meu pai colocava a fita-cassete, sim era na época do toca-fitas no carro, do cinto de segurança abdominal (que praticamente ninguém usava, mas que tinha poucos acidentes), do Sítio do Picapau Amarelo depois da escola, enfim, era a melhor época da minha vida. Íamos ouvindo essa trilha sonora, digamos, refinada, a viagem inteira. Eu me senti no céu, uma paz e tranquilidade indescritíveis. Infelizmente a fita não existe mais, não porque não resistiu ao tempo, mas porque meu irmão mais velho querido, ainda pelos idos da década de 80, arrancou essa fita e outras para fazer cauda de pipa, acreditam?
Mas até hoje quando ouço uma valsa, me recordo das viagens das férias, do meu pai (in memoriam) e das brincadeiras na praia. Saudades!


*esse post faz parte da blogagem coletiva "Solta o som", uma iniciativa como sempre maravilhosa da Vanessa do Fio de Ariadne.

16 comentários:

Ernani Netto disse...

De infância lembro d euma música do Oingo Boingo (Stay) que um amigo tinha em fita K7 (somos anciões!) e ia ouvi no carro dele, na saída da escola!

Atualmente minhas músicas em meus blogs!

Bjaum

Cenourette disse...

Mamãe cantava pra mim e eu sempre reclamava porque ela tinha mania de cantar e me agarrar!
ASUHSUAHUSAH


Beijos e saudades!

Wania disse...

Lê, como é lindo o que a música consegue fazer conosco! Consegue nos transportar para o passado sem nos tirar do presente. Faz a gente, realmente, sentir com todos os nossos 5 sentidos o que um dia nós vivemos de verdade!
Belas lembranças dançadas nas valsas da vida!

Bjão!!!!

BAR DO BARDO disse...

música em cauda de pipa... cara, isso é poesia surreal...

quanto lirismo!...

james p. disse...

Parabéns pelo post.Também me lembro da época em que ia com minha família para guarapari ouvindo Ray Connif e Nat King cole nas velhas fitas cassetes.
Parabéns também pelo blog.Um abraço.

myra disse...

parabens et d'énormes bises, myra

Gisele Amaral disse...

Ah! Que lembranças gostosas! Música é alimento realmente, desde nossa infância...

Adorei o texto!

Um cheiro, flor!
=*

Nanda Botelho disse...

Vc sabe que me lembro das músicas de Chico Buarque tocando na caravan de meu pai nas noites estreladas de viagens às praias do Ne?

Deitávamos, eu e minhas irmãs, atrás em colchões e íamos ouvindo e contando estrelas.

Também adorava o Sítio do Pica Pau, minha mãe achava que eu não ia para frente pois tudo que gostava de fazer era assisti-lo!

Bjão! Também estou participando!

Nely disse...

A musica é imtemporal e nos transporta para os melhores momentos de nossa vida.
Parabéns pela sua trilha sonora.
Beijo com perfume de Rosa e ... Arrepio na pele.

Coisa Frágil disse...

oi flor,
ri muito ....seu irmão fazendo rabiola de pipa com a fita cassete...rsrsrs...lindo texto....a música tem essa magia...´

bjus perfumados(vim pegar o selo...hehehe...bigaduuuu)

C. disse...

Mas e que músicas eram?
As valsas embalam nao só o corpo, mas o coração junto...
No reveillon austríaco a valsa é a música dançada à meia noite, um luxo, e lindo!

boa semana flor de maracujá :=)

Cláudia Oliveira disse...

Oi Leticia!! que delicia de lembrança das músicas de férias!! As valsas certamente eram uma boa pedida escolhida por seu pai pois acalma as crianças!! Muito legal!! Adorei! bjos e boa semana :-)

Hod disse...

Música eleva a alma por ser atemporal...nos guiam sempre em direções memoriais seguras...Sua trilha deve ser muito linda...
Bjuss!!
Hod.

Mylla Galvão disse...

Gostei do seu texto... A valsa também já fez parte da minha trilha sonora!!! Principalmente "Lago dos Cisnes". Sabe? Meu pai (in memorian)adorava essa valsa!
Obrigado pela visita... Eu tenho um outro blog: Vidas Linha http://vidaslinha.blogspot.com
E estou participando da blogagem da Nade! Passa lá para conhecê-lo...
Gostei de seu blog, vc escreve bem, e já estoute seguindo...
Bjo grande

Luma disse...

Não tem como ressuscitar essas valsas? Pode relembrar de algumas escutando pelo ytb, por exemplo! Se quiser ajudo nesta empreitada. Sou uma boa pesquisadora musical! (rs*) Beijus

Luciano A.Santos disse...

Tenho a opinião de que as melhores lembranças são as da infância, pois são as que fdeixam marcas mais susstanciais na memória.

Adorei o post, abraços.