segunda-feira, 29 de junho de 2009

A garotinha...



Caminhava pela rua em um dia lindo de sol!
Pessoas as mais diversas iam passando com seus passos apressados, atravessando em meio aos carros, buzinas, barulho de motor.
E no meio de tanta gente apressada avisto uma pequena garotinha andando de mãos dadas com sua mãe. O olhar faceiro e esperto a observar tudo a sua volta, barulhos, cheiros, pessoas, e sempre indagando a todo momento sua mãe que com paciência respondia a cada pergunta.
Bracinhos gordinhos, pés pequeninos que por vezes saltavam buracos na calçada, e ela olhava pra cima ao perguntar qualquer coisa pra sua mãe. E penso que ela devia achar tudo tão alto, tão distante. Sua dimensão de mundo é de imensidão.
A mesma imensidão que nós adultos percebemos e vivenciamos,
Imensidão que nos faz enxergar o quão pequeninos somos, assim como aquela linda garotinha de olhos faceiros a saltitar de mãos dadas com sua mãe!


Por Tempestade

15 comentários:

Ausência Instável disse...

É tão engraçado como as coisas, parecem estar sempre longe do nosso alcance, e parece que será sempre dificil, mas uma coisa nao há de morrer, o sonho de realizar, o sonho nao é apenas um sonho, nem um algodão, é a busca por ser sentir feliz, é por querer ter a felicidade!

A vida é isso!
Ela é tudo isso ...

Somos tudo isso, somos a VIDA!
Um bjão

Elaine disse...

Olá!
Este é um comentário-convite:
Estou começando uma promoção em meu blog e ficarei muito feliz se você participar.
Conto com você.
Beijos e fique com Deus.

myra disse...

sim, é mesmo assim...
beijos, myra

Érica disse...

As vezes eu busco os meus devaneios de infância. Um dia eu lembrei como eu enxergava minha casa, que é onde vivo desde então, e eu a achava enorme, os quartos, a sala. Perguntei porque de repente não vejo mais espaço e me sinto sufocada lá, e fui buscar oxigênio naquele tempo, e parece mentira, mas por alguns instantes eu vi do mesmo jeito de antes.
Lindo texto, beijos

caurosa disse...

Minha cara amiga Tempestade, que bom seria se a ingenuidade da infância fosse eterna em nossa vida, olhar o mundo com os olhos infantis e, ainda, se surpreender com as novidades de um mundo novo. Que saudade! Obrigado pela gentileza de seus comentário.

Muita paz e harmonia para você,

Forte abraço

Caurosa

Mylla Galvão disse...

Que texto bonito para se iniciar uma terça-feira...
Nada melhor que o olhar de uma criança para nos acariciar...
Todas as coisas da vida, os obstáculos parecem mesmo intransponíveis quando olhados de longe... A gente acha que nunca vamos conseguir vencê-lo... Mas quando chegamos perto, tudo que era grande torna-se normal... O que temos de ter sempre é FORÇA DE VONTADE para superar os problemas, os obstáculos, PACIÊNCIA para achar a melhor solução e FÉ para vencer sempre!!! Deus sempre estará ao nosso lado!!!

Tem texto interessante no Vidas Linha:
http://vidaslinha.blogspot.com

bjo grande

A Madrasta Má disse...

O simples é fantástico!
Bjinhos da Madrasta!

myra disse...

meigo, lindo, lindo....beijos,
myra

Niina disse...

É...realmente somos nada diante de tudo.
O que nos faz diferente é a forma de agir...de pensar...de mostrar;


Acredito eu.
a Pequenina do texto é sábia.


besos

EU SOU NEGUINHA disse...

Oi Linda Tempestade...
Como estao as coisas?
Muita correria ai???
Viu que tem meme e selo pra ti em meu blog??
Beijos em ti

Nívea Paula disse...

Ei... to voltando a postar
passe por la!

sobre seu post:
oq nos diferencia de uma criança
é que mesmo ela sendo pequena e limitada ela olha pra imensidão com curiosidade, ânimo e esperança

já os mais crescidos, quando não impedidos pela vaidade de enxergar sua insignificância, quando enxergam passam a olhar para a imensidao com desânimo, cansaço e frustraçao dizendo: " são coisas que nunca vamos alcançar" e por fim desistem!

bjooo!

BAR DO BARDO disse...

Senti-me a segurar as saiotas de mainha...

Fernanda disse...

Ei...
Tudo bem?
Eu ainda me vejo como essa garotinha, onde cada coisa parece estar tão distante, ser tudo tão novo...
To descobrindo certas coisas!!!
Um beijo!

Katy disse...

A infância é um mondo de sonhos, de magia....adoro! Por isso sou professora de crianças de 3-4 anos...
Bonito texto.
Beijos.

Judith disse...

É bem verdade... Quando pequenos, sonhamos em ser grandes. E quando chegamos lá, percebemos que jamais o seremos de fato.
Bonito texto.