quarta-feira, 3 de junho de 2009

Ausência... Presença...


E minha ausência faz sentido, incontido, desmedido.
Ecoando em um quarto vazio, em busca de abrigo.
Coração bate forte reverberando em ecos.


A insistência em me mover faz-me sentir dores, mas é preciso seguir.
E não sei até quando vou prosseguir,
Insistir,
Reagir!


Foi quando de repente a minha ausência se tornou presença,
Intensa,
Insistente,
Reagente!


Foi quando regressei de mim,
Do vazio,
Do infinito!


E os ventos me trouxeram de volta,
Você me aguardava de braços abertos,
Aconchegante em seus braços,
Me senti segura,
Madura,
Em candura absoluta!

O sol se pôs outra vez,
Tudo é colorido e quente!
O amor, a vida, você novamente comigo!

Por quanto tempo eu não sei,
Mas a única certeza que tenho é que dessa vez viverei intensamente,
Constantemente e sempre
Intempestivamente!



*os bons ventos nunca erram a direção!


Letícia Alves
Tempestade mais feliz


5 comentários:

Denise disse...

LINDO!

Aguardando ventos melhores.

Hoje nem sei...

afagos

Denise

Ernani Netto disse...

Bons ventos te animem!

Bjaum

Nanda disse...

Ainda bem que não erram...
Ser colorido é simplesmente maravilhoso...

bjs no coraçao

BAR DO BARDO disse...

você e a natureza, letícia, um par e tanto...

myra disse...

lindissimo e voce tem muita e toda a razao do mundo!!!!tem que viver mais que intensamente e plenamente!!!!1
bjs,
myra