Não há questões....



A noite chegando...

Dia atribulado ficando para trás...

Deita a cabeça no travesseiro e seu olhar encontra o teto do quarto, branco, iluminado ainda pela lâmpada acesa. Está cansada, mas o sono ainda não chega e enquanto isso pensa no dia que teve, as pequenas vitórias, os pequenos gestos, as vozes, o silêncio, a cor do arco-íris que se formou no fim daquela tarde depois de uma chuva fina.

Seu coração começa a palpitar quando se lembra de que por um triz pode falar com ele, saber o que estava havendo, mas ele desapareceu mais uma vez, como se estivesse em meio a neblina. Seu coração vai ficando mais leve e ao mesmo tempo apertado por saber que na verdade nada sabe. Que seus sentimentos já estão tão misturados que é difícil dizer se ela ainda precisa da resposta que espera ou se já virou a página em seu íntimo e precisa seguir em frente ou se simplesmente ela sabe que na verdade nunca houve nenhuma questão realmente posta que necessitasse de resposta.

Olha para o lado e os minutos passam no relógio tão depressa e ela apaga a luz, e pensa que precisa dormir, pois amanhã é um novo dia, um novo amanhecer, novas vitórias, novos gestos, novas vozes, novos silêncios e novas cores de um arco-íris a esperam.

E ela torce para que a resposta que não veio fique no passado onde não houve nenhuma questão a ser decidida...


Letícia Alves
Trilha do momento
Mente e coração esfriando quanto a resposta que não veio por não haver uma questão a ser decidida

Comentários

Fernanda disse…
Ei! Bom dia!
Adorei o texto! Parece que eu estava vendo a cena conforme eu ia lendo... rsrsrs!
Obrigada pela força lá no blog!
^^
Um beijo grande!
Fofa disse…
Fofa!

Sei que falar é fácil, mas as vezes a melhor resposta é que a vem de nós mesmos.

Pensa nisso!

Beijocas
EU SOU NEGUINHA disse…
Linda Menina...
Passada pra deixar uma linda semana.
Que os ventos te tragam novas cores e experiencias,cheia de paz e luz.
Beijos da Nega
Sylvia disse…
Quantas vezes não passamos por essa situação? Acho que trocentas na vida toda... ainda estou esperando respostas...

Bjs
Casal do Arrocha disse…
É só uma questão de tempo...
Bjs minha querida!
Nanda disse…
Linda...

Pois é... as vezes as coisas acontecem na nossa cabeça apenas...
Mas como impedir de acontecer?
Não há como...
Entao apenas sente-se e imagina-se, se foi real ou não...

beijo no coração
Ernani Netto disse…
Faça a resposta vir, mesmo que seja de você mesma...

Move on!!!

Bjaum
Tatiana disse…
As vezes esperamos tanto uma resposta e ela demora tanto... que preferimos realmente que ela fique naquele tempo... e não venha num momento em que já aprendemos a conviver sem ela...

Beijos com o meu carinho
BAR DO BARDO disse…
Letícia,
Não há questão. Há caminho e caminhar...

Beijo.
Roberta.rj disse…
Passando rapidinho pra desejar uma linda tarde pra vc.
Bjus mil!!! Apareça!!!
Eu e a solidão disse…
Menina que texto bonito hein...

Serviu pra mim...

AI ai ...

Beijos!!
Fernanda! disse…
Meu dengo!!! estava com saudades daqui...Meu bichinho do zoim de jabuticaba ando ausente pq essa semana ta corridaça!!!

Adoro-te

Bjos de luz!
Louis Albert disse…
Puts,
Quanto sentimentos, posso sentir as ventanias suas tbm, as vezes não há mesmo questões do que se deve fazer, e apenas deixar o sol aparecer e com ele o arco iris como vc mesmo cita.

Se fossemos distinguir toda verdade que ainda tem por vim, a vidão nao teria mais sentido, porque nunca aprenderiamos o valor dela.

Um Beijao, adorei teu blog.
Tamires . disse…
Lê,
Parece que qdo te leio, traduzo a mim mesmo. Palavras suas se embaralham em meio a sentimentos meus.
E eu fico a pensar nas minhas questões e nas minhas não-respostas. E são tantas, sabe? E esse insõnia incessante, que busca os quatro cantos do teto. Que buscam cores.

Que querem mais.

Linda, flor!

Beijos aos montes!
C. disse…
Tem questões que precisamos nos forçar a buscar respostas, e assim caminharemos livres, leves e soltos com a resposta dada, sem vendavais, simplesmente num dia colorido da primavera.
Vato!!! disse…
O pior de tudo é isto: esperar por respostas ilusórias... Massacrar-se por um pouco de chão...

Saudades de você, minha grande amiga!!!
Bjos

Postagens mais visitadas deste blog

Vencendo etapas...

Cartas de amor

Olhos de Carvão - Afonso Borges