Encontros e Desencontros...



A vida é um encontro seu com o Universo,
Consigo mesmo,
Com as pessoas à volta, com seus sentimentos, verdades, mentiras, amores e desamores, paixões e toda a sorte de brisas e tempestades.
Encontrar-se é um exercício diário, requer paciência, tranqüilidade, mas principalmente tempo.
E o tempo tem sido o vilão na vida dita moderna e por quê?
Porque não se tem tempo para dar um alô, perguntar e ouvir a resposta de uma questão aparentemente simples, “Como você está?”, mas que traz em sua resposta um turbilhão de informações e sentimentos que estão entrelaçados e interligados.
O tempo pode promover encontros e até desencontros, e esses últimos com mais freqüência.
Desencontrar-se é perder-se e nesse paradoxo podemos dizer que haverá novo encontro? Talvez! A vida é feita de muitos desencontros também.
Que nos desligam de situações e pessoas que tanto queríamos que estivesse sempre ali do nosso lado, caminhando com a gente, mas que por força do destino ou de escolha própria não estão ali!
Desencontros são dolorosos e muitas vezes definitivos!
Letícia Alves
*Esse post faz parte da iniciativa do Palavrentas e Escrevedores. Visitem o blog!

Comentários

Ernani Netto disse…
Em meio aos encontros e desencontros podemos achar (ou redescobrir) amores, amigos, alegria...

Bjaum
Elcio Tuiribepi disse…
O titulo me lembra a música do Milton Nascimento, e o texto uma cronica do Veríssimo, onde ele com seu humor fala sobre aquelas pessoas que você encontra na rua e fala um despretencioso " E aí tudo bem contigo? E a pessoa começa a contar toda a sua vida...rsrs...
Ele é danado com essas coisas do cotidiano...
Mas sobre o seu texto concordo, as vezes a correria da vida nos faz mais frios, desligados de tudo e de todos, e as vezes desligados de coisas que nps farão falta mais para frente e não nos damos conta, as vezes falta um abraço, um carinho, um dar-se um tempo para a gente mesmo, e por consequencia para quem está a seu lado...ou não...Um abraço na alma...bom fim de semana...ótimo para se refletir este seu texto...valeuuu
Boule de Savon disse…
Ai esse foto é do parque Guell em Barcelona, lugar dos meus sonhos, muito bonito, como uma energia tão diferente!! :P
Fernanda! disse…
Adoro isso de encontros e desencontros...Foi nesse paradoxo que nos cruzamos.

Belo texto!

Bjos de luz!
o casalqseama* disse…
Encontrar-se é um exercício diário, requer paciência, tranqüilidade, mas principalmente tempo.a mais pura verdade!
C. disse…
Belo texto!
As oportunidades dos reencontros não deveríamos perder nunca, pois há sempre tempo para começar de novo…

Postagens mais visitadas deste blog

Vencendo etapas...

Cartas de amor

Olhos de Carvão - Afonso Borges