Telhado...


Ela estava ali debruçada na janela, olhar perdido na infinitude do horizonte. A visão que tinha era dos telhados que cobriam casas e casas. Cada um deles esconde uma história, várias histórias. Angústias, tristezas, felicidades, sucessos, fracassos, discussões, sonos, amores, amizades estão ali sob aqueles telhados.

Será que ali tão perto e tão distante sob aqueles telhados existia mais felicidade do que tristeza?

As cores deles mostravam neutralidade, imparcialidade, não daria pra notar se eram felizes ou não as pessoas que moravam sob ele.

Pensativa, olhava, e tudo era pacífico, nenhum movimento, nenhuma agitação. Somente a brisa a percorrer por aquele horizonte, e pelos telhados a levar folhas, flores, esperança e felicidade àqueles que dela necessitam.

O telhado é a cobertura de tudo, sinônimo de proteção e de cuidado.

Você já cuidou do seu telhado hoje?
Letícia Alves

Comentários

Monday disse…
Le

telhados são simples, em duas ou quatro águas no seu formato ...

mas há telhados em recortes e rebuscos, que mais parecem mosaicos e quebra-cabeças, de tal ordem que mal se consegue imaginar como conseguiram parar em pé ...

mesmo assim, ainda não sei se o formato deles poderia dizer alguma coisa sobre os mundos que acolhem ...

mas que são lindos, são ... rsss
caurosa disse…
Olá minha cara amiga Letícia (tempestade) Alves, que inteligente reflexão sobre os telhados que nos cobre. O que estará acontecendo com as pessoas que se abrigam por de baixo dos telhados deste mundo de meu Deus? Quantas alegrias, quantas tristezas, quantos dramas. É a vida sendo vivida intensamente.

Paz e inspiração,
forte abraço
caurosa

Postagens mais visitadas deste blog

Vencendo etapas...

Cartas de amor

Olhos de Carvão - Afonso Borges