Enquanto isso no Bar do Bardo...



E nada é por acaso, isso eu já pude perceber sem nenhum constrangimento. E deixo me levar nessas conspirações do bem que o Universo coloca a nosso favor.

E nessas conspirações, trocando idéias, conversa dali e conversa daqui chego a conclusão com meu amigo lá no Bar do Bardo que eu não sei o que os CANALHAS querem, mas eu sei que não quero os CANALHAS.

Leva tempo pra gente aprender? sim!

É difícil? sim!

É impossível? não!

Então sigamos em frente e tchau CANALHAS!
Letícia Alves
Trilha do momento
Nuvem
Engenheiros do Hawaii

Comentários

Elcio Tuiribepi disse…
É isso aí...rs...um abraço na alma
Avassaladora disse…
É menina!
Esses canalhas são avassaladores!rsrsrs

Abraços!
Sentimental ♥ disse…
ah, mas eles não são assim tãããão ruins né... rs
beijos
BAR DO BARDO disse…
Ei, eu também tenho a minha dose de canalhice, viu?! rsrs
Eu e a solidão disse…
Gostei de ver!!

Agora é internalizar e colocar em prática... pelo menos pra mim...


Beijos!!
Luciana disse…
Concordo contigo, canalhas são canalhas, não servem para quem conhece a palavra sentimento.
Adorei o seu blog!
Vou adicioná-la no meu Afrodite!

Beijos!
Marcela' disse…
Nem saber o que não quero dos canalhas eu quero saber.. quero eles distante, ponto! hehe
Baaci.
Fernanda! disse…
Eu adoro os canalhas, são os melhores pra se explorar e depois ignorar...O bom é que saimos sem culpa, sacou?

Bjos amor!!
Ric@rdo disse…
Tchau, Letícia!

Postagens mais visitadas deste blog

Vencendo etapas...

Cartas de amor

Olhos de Carvão - Afonso Borges