quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Mais um ano...




E mais um ano chegou.

Agora é o quinto ano que estou por aqui, escrevendo, lendo, conhecendo outras pessoas.
Confesso que atualmente tenho escrito pouco, a inspiração fugiu, mas tenho carinho pelo espaço que construí, pelas amizades que fiz e por todas as coisas boas que passei por aqui.
Sempre me pergunto se devo continuar ou não.

E faço essa pergunta não somente no momento que o blog completa mais um ano, mas sempre me questiono, se devo mantê-lo aqui ou não.

Ainda pensarei, e enquanto não decido o destino dele, agradeço a todos que em algum momento aqui estiveram e compartilharam comigo, minhas tempestades de alegrias e também de tristezas. 

Enfim, tempestades de vida!


Até breve!


Por Letícia Alves
(Tempestade)

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Gaveta de lembranças...



Abriu a gaveta das lembranças...
Seus dedos percorreram objetos,
Sua mente viajou.

Um cd,
Uma roupa,
Uma carta,
Um perfume.

A vida passou diante dos seus olhos,
O olfato,
A visão,
A audição,
O paladar,
Visão de um tempo não tão longínquo.

Aquela gaveta de lembranças,
E um caminho todo a percorrer...



Por Letícia Alves


segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

O Pássaro - Samanta Holtz



Desde o ano passado, através de amigos na internet e de blogs literários, tive a grata surpresa de conhecer os novos talentos da literatura nacional. Escritoras e suas histórias recheadas de emoções diversas, amores, alegrias, tristezas, aprendizados de vida. E foi assim que conheci e pude ler mais um livro dessa nova safra de talentos, o qual segue resenhado agora.


A sinopse do livro nos conta que Caroline Mondevieu é filha de um poderoso Barão e tem tudo o que uma dama da época poderia querer: status, riqueza e um ótimo partido para se casar. Seus sonhos, no entanto, vão muito além de vestidos caros ou um bom marido; ela quer ser dona do próprio destino. Sua vida muda completamente quando encontra Bernardo, um charmoso domador de cavalos que parece ter o dom de irritá-la. Eles não conseguem se entender até quando percebem que, para alcançar o sonho em comum da liberdade, terão que passar por cima das suas diferenças e se unirem num arriscado plano que promete transformar suas vidas para sempre. Grandes emoções os aguardam em sua jornada; perseguição, mistérios, ciganos e o despertar de um sentimento que insiste em se manter escondido. Mas o que parece tão simples envolve muito mais magia e coincidências que eles podem imaginar, além da descoberta de segredos, até então, muito bem guardados. Uma história romântica e surpreendente que irá prender sua atenção desde a primeira página. Você está preparado? 



Meu exemplar autografado e o pingente do Pássaro

Confesso que os romances, principalmente os açucarados não são minha preferência literária. Mas quando li essa sinopse, me fez ter curiosidade de saber o final, pois as histórias de amor dos romances românticos são sempre as mesmas. Mas em O Pássaro é bem diferente, é uma história de ambição, disputa, renúncias, amor eterno e ao mesmo tempo proibido, desapego e uma série de emoções que cercam todos os personagens da história, mas principalmente Caroline e Bernardo.

A cada página lida, eu ficava me perguntando como Caroline iria se desvencilhar daquelas amarras, em uma época que a mulher não tinha voz e nem vez na sociedade, e era tratada como simples objeto, uma marionete nas mãos dos homens, fossem eles, pais, maridos, irmãos.

A história vai se desenrolando e você não consegue parar de ler, pois quer saber logo o que vai acontecer. É uma história de superação, determinação, um amor eterno, e todas as lutas travadas para se manter viva e livre.

Recomendo a leitura!


segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Novos passos...



Há 38 anos eu cheguei aqui com uma missão.

Sim, eu acredito que todos nós chegamos a esse mundo com uma missão, um tempo para aqui estar e fazer o melhor.

Erramos, acertamos, mas essa é a magia da vida.
Sempre nos reinventamos a cada dia, melhorando nossa convivência e aprendendo com os outros, ensinando também.

E hoje eu completo mais um ano de vida, o calendário muda, um novo ciclo se inicia, e ao invés de apagar mais um vela, eu acenderei mais uma, pois é preciso sempre iluminar nossos passos.


Por Letícia Alves