segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Rascunhos...

E nessas escritas,
Indas e vindas,
Em rascunhos,
Mal desenhados,
Surge uma imagem.

Ela me leva,
Me traz,
Pra tão perto,
Pra tão longe.

E você sempre estará,
Tão perto,
Tão longe,
Mas sempre comigo!


domingo, 29 de novembro de 2009

3.Tarefa BlogGincana


A tarefa desse mês é a seguinte:


Fazer um post apontando até três blogs que considere bons e que não se tenham inscrito em nenhuma das BlogGincanas anteriores. Sobre eles, destaque os temas tratados, e ilustre sua postagem/tarefa com pelo menos uma imagem de cada um deles! Comunicar com esses blogs, de que estão sendo motivo de sua postagem.


A cada mês o nível de dificuldade vai aumentando, mas vamos lá.

Os três blogs:



No A Madrasta Má você encontra tudo que se relaciona ao universo feminino, apresenta relatos muito divertidos sobre relacionamentos homem x mulher, histórias, opiniões, dicas e também os leitores podem falar mal de ex-namorado, sogra e tudo mais.Muito humor e bom gosto pode ser encontrado nesse blog. Recomendo!




No blog O Profeta, você encontra poesias lindas, sempre cativantes. E o Profeta sempre nos visita deixando em cada comentário versos encantadores. Um blog coberto de sensibilidade, quem não conhece deve visitar.





Infinito Particular - Ano II

"Eu sempre te disse que era grande o oceano para a nossa pequena barca..." (Cecília Meireles)


No Infinito Particular da Dalva encontramos pelos posts sobre artes em suas diversas instâncias, música, poesia, artes plásticas. É um blog suave e que traz paz, sempre que posso visito. Vocês irão gostar!






Pouco a pouco...




Pouco a pouco, tudo foi nos conduzindo
Sem querer nós fomos indo pra mesma direção
Pouco a pouco, tudo foi nos convencendo
Você foi me conhecendo e me abriu seu coração

Pouco a pouco, você foi me aprendendo
Sem querer eu fui querendo ficar preso nos teus braços
Pouco a pouco esse amor que foi crescendo
Ocupou em nossas vidas quase todos os espaços

Pouco a pouco foi que eu pude perceber,
Que gostar é diferente de querer
E agora pelo muito que você gosta de mim
Não é pouco o que eu gosto de você

De você...

Pouco a pouco foi que eu pude perceber,
Que gostar é diferente de querer
E agora pelo muito que você gosta de mim
Não é pouco o que eu gosto de você

Pouco a pouco foi que eu pude perceber,
Que gostar é diferente de querer
E agora pelo muito que você gosta de mim
Não é pouco o que eu gosto... de você


Gilliard

sábado, 28 de novembro de 2009

Meu coração...

Meu coração,
Pequeno,
Indefeso,
Desconfiado.

Você,
Distante,
Apaixonante,
Instigante.

E o meu coração,
Aflito,
Pequenino,
Se encantou.

E assim aos poucos tento dissipar a solidão.

Por Tempestade

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

A culpa é da vontade...




A culpa não, não é do sol, se o meu corpo se queimar
A culpa não, não é do sol, se o meu corpo se queimar

A culpa é da vontade, que eu tenho de te abraçar

A culpa não, não é da praia, se o meu corpo se ferir
A culpa não, não é da praia, se o meu corpo se ferir

A culpa é da vontade, que tenho de te sentir


A culpa é da vontade, que vive dentro de mim, e só morre com a idade, com a idade do meu fim..

A culpa é da vontade..
A culpa não, não é do mar, se o meu olhar se perder
A culpa não, não é do mar, se o meu olhar se perder

A culpa é da vontade, que tenho de te ver,
A culpa não, não é do vento, se a minha voz se calar
A culpa não, não é do vento, se a minha voz se calar

A culpa é do lamento que sufoca o meu cantar

A culpa é da vontade, que vive dentro de mim, e só morre com a idade, com a idade do meu fim..
A culpa é da vontade, que vive dentro de mim, e só morre com a idade, com a idade do meu fim..

A culpa é da vontade
A culpa é da vontade
A culpa é da vontade
A culpa é da vontade

Antonio Variações

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Sonhos & Projetos III


Ando sumida por causa disso aí em cima! (clique em cima pra aumentar)

Volto depois e com tempo!Por vezes posso postar esporadicamente!

Beijos Tempestuosos!



Blog Fantástico


Recebi esse meme com selo da Flávia do blog Poetriz.

Segue abaixo as perguntinhas:


1. Enumerar cinco coisas que você gosta em um livro:

*enredo, capa, autoria, cheiro, cores

2. O que você seria capaz de fazer por um livro?

*nada tão extraordinário, mas adoro livros.

3. Quando você vai comprar um livro, o que te chama a atenção? Enumere quatro coisas:

*capa, sinopse, cores, cheiro.

4. Cite as nove melhores coisas em uma amiga:

*honestidade, transparência, companheirismo, cumplicidade, alegria, ternura, amizade, afeto, segurança.

5. Indicar três blogs para o selinho:

*Wania
*Lunna
*Laura

Gostei desse meme! muito bacana! espero que as indicadas gostem!
Beijos Tempestuosos!

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Pensando....


Em frente ao mar,
Olhar perdido,
Descontínuo,
Longíquo.

Ter pouco ao invés de nada,
Sentir o coração pulsar mais forte,
Ao invés da calmaria.

Sentir ventanias,
Carregadas de emoção,
Tempestades,
Verões.

Amar é muito mais que muita coisa,
O que é o amor?

Procurando no horizonte a resposta,
Que muitas vezes pode estar tão perto,
E ao mesmo tempo tão distante!

Por Tempestade

terça-feira, 24 de novembro de 2009

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Clarice falando por mim...



Temperamento impulsivo

“Sou o que se chama de pessoa impulsiva. Como descrever? Acho que assim: vem-me uma idéia ou um sentimento e eu, em vez de refletir sobre o que me veio, ajo quase que imediatamente. O resultado tem sido meio a meio: às vezes acontece que agi sob uma intuição dessas que não falham, às vezes erro completamente, o que prova que não se tratava de intuição, mas de simples infantilidade.
Trata-se de saber se devo prosseguir nos meus impulsos. E até que ponto posso controlá-los. [...] Deverei continuar a acertar e a errar, aceitando os resultados resignadamente? Ou devo lutar e tornar-me uma pessoa mais adulta? E também tenho medo de tornar-me adulta demais: eu perderia um dos prazeres do que é um jogo infantil, do que tantas vezes é uma alegria pura. Vou pensar no assunto. E certamente o resultado ainda virá sob a forma de um impulso. Não sou madura bastante ainda. Ou nunca serei.”

Por Clarice Lispector
Em Aprendendo a viver

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Sonhos & Projetos II



Estou escrevendo esse post primeiro para agradecer a todos que me visitam tanto pela primeira vez quanto aos meus seguidores antigos e os novatos.

A vida anda corrida essa semana pois estou nas vias de concretização dos meus sonhos e projetos, além de outras novidades que contarei depois.

Gosto de visitar quem me visita e conhecer novas pessoas, prometo colocar as visitas em dia e também as postagens por aqui.

Agradeço a todos vocês e logo estarei de volta.

Beijos Tempestuosos!

domingo, 15 de novembro de 2009

Apesar...


Apesar da distância,
Te amo!
Apesar dos obstáculos,
Te amo!
Apesar do tempo,
Te amo!
Apesar das ventanias,
Te amo!

Apesar de tudo,
Te amarei pra sempre!

sábado, 14 de novembro de 2009

Pés...




“Mas se amo os teus pés é só porque andaram sobre a terra e sobre o vento e sobre a água até me encontrarem.”

Pablo Neruda

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Coração em ventania...


Coração em ventania,
Felicidade desmedida,
Nem sempre alegre,
Porém, em perfeita sintonia.

Ventos que se vão,
Outros que chegarão,
Turbilhão de emoções.


Ar,
Fogo,
Terra,
Água,
Elementos distantes,
Inconstantes,
Destoantes.

Os ventos sopram em direção oposta e com eles todos os sentimentos....

Por Tempestade

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Vários nãos.... alguns sins...


Não! ela nunca soube pra onde ir.
Os caminhos sempre estavam sombrios e andava sem direção.
Não! ela nunca acreditava que em algum caminho pudesse uma mão surgir e a levar.
As mãos que apareciam nunca eram firmes, amorosas, dedicadas.


Não!ela nunca pensou em chegar muito longe.
As estradas eram curtas e finitas.
Não! ela nunca ousou olhar para os lados.
O medo a atormentava.


Não! ela nunca acreditou no amor.
Ele não existe.
Não!ela nunca imaginou que fosse abrir seu coração há tempos trancado.
A chave se perdeu com o último romance partido.


Não!ela nunca imaginou sentir tanta alegria.
A felicidade nunca apareceu em sua vida.
Não!ela nunca abriu um sorriso franco e sincero.
Motivos pra isso nunca existiram.

Não!ela nunca andou de mãos dadas.
As mãos que buscou se esconderam.


Não! ela nunca pensou que sorriria novamente, amaria pela primeira vez, trilharia um novo caminho iluminado, olharia para todos os lados e caminharia de mãos dadas.
Ela sorriu, amou, trilhou e caminhou olhando para todos os lados enquanto foi possível.....



Por Tempestade

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Amores...



Amores literários não se despedaçam...
Encantada com a obra de Dickens
.

Volto depois para falar sobre o livro que estou lendo.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Desculpe...



Desculpe por te amar assim tão prontamente,



Desculpe por abrir meu coração há tanto tempo endurecido,


Desculpe por esperar-te a cada dia,
e imaginar que cada segundo se tornava horas sem você,



Desculpe por entrar assim na sua vida feito
tempestade levando comigo minhas ventanias,



Desculpe por deixar florescer esse amor,



Desculpe por eventuais estragos que esses ventos deixaram....


Por Tempestade

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Noções...



Entre mim e mim, há vastidões bastantes
para a navegação dos meus desejos afligidos.


Descem pela água minhas naves revestidas de espelhos.
Cada lâmina arrisca um olhar, e investiga o elemento que
a atinge.


Mas, nesta aventura do sonho exposto à correnteza,
só recolho o gosto infinito das respostas que não se
encontram.


Virei-me sobre a minha própria existência, e contemplei-a
Minha virtude era esta errância por mares contraditórios,
e este abandono para além da felicidade e da beleza.


Ó meu Deus, isto é a minha alma:
qualquer coisa que flutua sobre este corpo efêmero e
precário,
como o vento largo do oceano sobre a areia passiva e
inúmera...

Cecília Meireles



*essa postagem faz parte do "Abres aspas" terceira edição, promovido pela Lunna do Teorias Impossíveis. Para conhecer os outros participantes, clique aqui.

domingo, 8 de novembro de 2009

O cachimbo....


Escrevendo pra parabenizar a Dalva do Infinito Particular II.
Leiam o comentário dela.

Realmente não é um cachimbo!

Beijos Tempestuosos!

Vamos pensar? II


René Magritte (1896-1967), Bélgica
La trahison des images (Ceci n'est pas une pipe), 1928-29.


E eu continuo afirmando que isto não é um cachimbo!
Aguardando alguém me dizer o porque!


sábado, 7 de novembro de 2009

Trilhas....



E à noite penso nos caminhos que trilhei,
Quantos obstáculos vivenciei,
A estrada era longa mas não infinita,
Enfim, cheguei ao meu destino.

Destino final?
Não!
Sempre haverá uma busca,
Por novos horizontes,
Desafios,
Verdades,
Certezas,
Incertezas....


O coração aquietou?
Por um tempo...
Tempestades são sempre inconstantes,
Impactantes,
Mas com certeza apaixonantes.

Por Tempestade

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Vamos pensar?

Isto não é um cachimbo.


René Magritte (1896-1967), Bélgica
La trahison des images (Ceci n'est pas une pipe), 1928-29.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Entendendo a felicidade...


Arthur Schopenhauer

Nunca presenciei leitura tão atual quanto A arte de ser feliz do Schopenhauer. À primeira vista, quando alguém se depara com o título vai logo pensando em auto-ajuda. Não, não é nenhum livro de auto-ajuda. Nessa coletânea das 50 máximas sobre a felicidade, Schopenhauer nos convida a refletir sobre tão complexo sentimento humano (um deles): a felicidade. Esse extrato de leitura pertence à sua obra Parerga e Paralipomena. A qual também tem outro assunto que foi publicado como extrato e que se chama A arte de escrever (postarei depois sobre esse livro).



Através de seu realismo - que para muitos estudiosos desse brilhante filósofo alemão tratava-se de pessimismo- ele expõe as condições da felicidade. Na verdade a felicidade não existe! Sim, é isso mesmo que você acabou de ler. O que existe são momentos de alegria, satisfação, massagem no ego. Em determinada passagem o autor diz que o ser humano deve viver com preocupação de minimizar os momentos de infelicidade ou dor, daí viria o que o ser humano convencionou chamar de felicidade. Eu recomendo esse livro a quem se interessa por filosofia e que não tenha medo de encarar a realidade, pois mais real e atual que Schopenhauer não há.
O outro post sobre esse livro está aqui.

Boa leitura a todos!

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

O jardim do amor...


Eu fui ao Jardim do Amor,
E vi algo jamais avistado:
No centro havia uma Capela,
Onde eu brincava no relvado.

Tinha os portões fechados, e "Proibido"
Era a legenda sobre a porta escrita.
Voltei-me então para o Jardim do Amor,
Que outrora dera tanta flor bonita,

E vi que estava cheio de sepulcros,
E muitas lápides em vez de flores;
E em negras vestes hediondas os Padres faziam rondas,
E atavam com nó espinhoso meus desejos e meu gozo.

William Blake




terça-feira, 3 de novembro de 2009

Fanatismo...

Minh’alma, de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver!
Não és sequer a razão do meu viver,
Pois que tu és já toda a minha vida!

Não vejo nada assim enlouquecida ...
Passo no mundo, meu Amor, a ler
No misterioso livro do teu ser
A mesma história tantas vezes lida!

"Tudo no mundo é frágil, tudo passa ..."
Quando me dizem isto, toda a graça
Duma boca divina fala em mim!

E, olhos postos em ti, digo de rastros :
"Ah ! Podem voar mundos, morrer astros,
Que tu és como Deus : Princípio e Fim ! ..."

Florbela Espanca

domingo, 1 de novembro de 2009

Concluir?


Concluí que não concluo nada!

Eu e os selos.... os selos e eu....

Bom, depois de umas ventanias por aí, voltei para postar os selos que recebi em outras paragens.
Vamos a eles.

O primeiro foi recebido da Nany C., obrigada!Tem umas perguntinhas.

*Três nomes que você mais gosta?
- Letícia, Helena, Eduardo

*Três lugares em que já viveu?
- Belo Horizonte e Contagem (não fui muito longe ainda rs...)

*Três coisas que gosta de ver?
- Flores, pássaros e montanhas

*Três lugares em que você já foi?
- São Paulo, Rio de Janeiro, Ouro Preto

*Três comidas favoritas?
- Arroz, feijão, saladas, pão de queijo hehehe

*Três coisas que espera fazer em breve?
- Voltar a trabalhar, começar o curso de inglês e ingressar no doutorado

*Três cores favoritas?
- Verde, Preto e Azul

*Três livros ou autores?
- Machado de Assis, Guy de Maupassant, Gustave Flaubert

Repasso a todos que quiserem participar da brincadeira.

Esse blog não me saia da cabeça, recebi da sempre atenciosa e perfumada Laura do Coisas Fragéis.



Mais um da Laura e esse vem com meme.






1ª-Listar algumas coisas que eu, quando criança, imaginava ser legal, mas era só imaginação mesmo.

R: Eu imaginava que o pisca-pisca das estrelas no céu queriam dizer que elas estavam conversando com a gente e nos vendo.

2ª- Repassar para pessoas de imaginação fértil.

*Wania
*Nade
*Lunna
*Fernanda


Mais um super legal que a Laura repassa vindo da Elaine. Tem regrinhas.




Para comemorar o selo e a indexação do blog Um pouco de mim no Veja Blog, a Elaine criou a seguinte brincadeira:

1- Seguir as regras.

2- Levar o selo que identifica quem está, esteve ou estará na brincadeira. O selo 5 revelações.

3- Completar as seguintes frases:

a) Eu já …………
b) Eu nunca ………….
c) Eu sei …………
d) Eu quero ……….
e) Eu sonho ……….

4- Depois de completar o pontilhado com suas respostas indique 5 blogueiras ou blogueiros para dar sequência a brincadeira.

A Elaine fala ainda: "Se você postar a brincadeira em seu blog, levar o selo, cumprir a regra direitinho e me avisar eu colocarei seu nome em um sorteio que farei domingo. Avise seus indicados para que cada um deles também venha me avisar que estão participando assim todo mundo entra no sorteio!

E tem mais prêmio, a Elaine vai sortear o livro O Outro, como maneira de presentear os blogueiros repassar o livro, que segundo ela é lindo.

Você topa participar? Diz que sim…"

Minhas respostas são:

a) Eu já fui muito triste.
b) Eu nunca desisti de nada.
c) Eu sei tudo pode mudar.
d) Eu quero continuar realizando meus sonhos.
e) Eu sonho sempre com um dia melhor do que o outro.

Indico:

1) Wania
2) Tyna
3) Nany C.
4) Nade
5) Sanzinha