quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Pensando...




"O que você me pede eu não posso fazer
Assim você me perde, eu perco você
Como um barco perde o rumo
Como uma árvore no outono perde a cor."

In.:Piano Bar
Engenheiros do Hawaii

O que elas estão lendo!?


Hoje estou aqui.


Quem não conhece o blog:



Vale a pena!

Segundo o perfil do blog, é o lugar onde:


"Andando pelos blogs percebemos que várias mulheres estão lendo e falando sobre livros. Então por que não colocar todas essas dicas num único lugar??? Aqui, você sabe o que as mulheres mais descoladas estão lendo!!! Afinal, nada melhor do que ser linda, inteligente e culta!"

Visitem!

domingo, 27 de setembro de 2009

Felicidade...

"É tão difícil falar e dizer coisas que não podem ser ditas. É tão silencioso. Como traduzir o silêncio do encontro real entre nós dois? Dificílimo contar. Olhei pra você fixamente por instantes. Tais momentos são meu segredo. Houve o que se chama de comunhão perfeita. Eu chamo isto de estado agudo de felicidade."


Clarice Lispector

sábado, 26 de setembro de 2009

Noite e palavras...



Noite fria,
Silêncio que corta...
Em cima da mesa uma xícara de chá fumegante.

Pensamento voa longe,
Tentando encontrar os seus,
Encontrar você!

A lua e a estrelas lá fora,
Anunciam que a noite pode ser longa,
Fecho o livro,
E as palavras se vão com o vento...


Ao seu encontro,
E te trazem,
Pra mim!


Por Tempestade

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Amor Vermelho Íntimo...


lá fora é então um aviso:
não ultrapasse a linha imaginária
o risco impossível

fico longe, mas ainda guardo
recortes com crimes, primeiras fotos, cotas diárias
para amar secretamente você

lá fora é aqui longe dos automóveis
amor vermelho íntimo
baganas de cigarro & manobras perigosas


Amor Vermelho Íntimo
Sandro Ornellas
In.: Trabalhos do Corpo e outros poemas físicos
Editora Letra Capital

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

1.Tarefa BlogGincana



1º TAREFA - Escolha, entre os inscritos, os dois ou três blogs que mais te agradaram, e diga:

a) O por que?
b) Se já os conhecia, ou se esta visitando-os pela primeira vez?
c) Escolha uma imagem postada nesses blogs, que os represente, copie e poste junto com suas respostas.
Lembrem, sempre, de fornecer o nome e link dos blogs citados.

Dos três blogs /escolhidos eu já conhecia os dois primeiros - Encantaventos e Coisas Fragéis, pois já são linkados ao meu. O terceiro escolhido - Teorias Impossíveis - conheci por ocasião dessa gincana quando a simpática dona veio me visitar. Ao retribuir a visita em um comentário, achei esse blog muito bom, e na mesma linha dos demais por mim escolhidos, além de usar uma citação da Clarice Lispector, algo muito relevante pra mim.

No Encantaventos, a Wania, nos recebe sempre com uma linda poesia, uma música, reflexões, textos bem cuidados, imagens muito bacanas e muito simpatia. Quem não conhece, vale a pena visitar, e com certeza será Encantada pelos Ventos que vem do Sul.


No Coisas Frágeis, a Laurinha, nos dá sempre boas vindas perfumadas e carinhosas, lugar tranquilo e de muita reflexão, alegria e sempre selos e imagens belas. A simpatia e a doçura da Laura são ímpares.

Em Teorias Impossíveis, meu mais novo linkado, você pode ler várias cartas, ver sobre viagens, filmes, e tudo que achava impossível. É um espaço convidativo e contemplativo, "Porque nem tudo tem explicações possíveis".... como está dito no alto do blog.

Escolhi para ilustar a imagem que está no topo dos blogs, pois mais pessoal que isso não há.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Os dias...



Ultimamente ando assim....

Momentos...



"Aproveite o momento presente. Não deixe nada escapar. Todas as tardes são de primavera e todos os dias são bons".


Tsai Chih Chung

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

domingo, 20 de setembro de 2009

Uma carta para mim...

Túnel do Tempo

Belo Horizonte, 20 de Setembro de 2009.


Querido eu!

Tudo bem? Venho diretamente do ano de 2009 para lhe encontrar, e não precisa ter medo. Estou aqui apenas para lhe ajudar, lhe dar uns conselhos, mesmo que conselhos se fossem bons, ninguém os dava, os vendia. Pois bem, me arrisquei e aqui estou eu. No futuro não tem nada de extraordinário, nem naves voadoras e não passamos férias em Marte. Mas a internet dominou o mundo e outros aplicativos desenvolvidos no interior dela. Mas não estou aqui pra falar das modificações sócio-econômicas nacionais e mundiais, mesmo que essas afetem a todos. A vida já não é como antes, tudo é muito corrido e a todo canto você pode ouvir a mesma história "Desculpe, ando tão sem tempo" e por aí vai a ladainha que insiste em impregnar na fala de todos para desculpar por não ser amigo e presente sempre.

Por favor, não vá àquela feira de ciências agora no fim de outubro de 1991, vai ser melhor, e lá na frente irá me agradecer.
Pois seu coração vai ser poupado de uma grande decepção, e assim creio que será uma adulta melhor e mais equilibrada com relação ao amor, pois você vai até acreditar que ele existe, mas se você for, não vai acreditar que o amor existe e que as pessoas merecem uma segunda chance sempre.

Quanto à sua carreira acadêmica, t
ente vestibular pra Letras, pois você sempre gostou tanto de ler e também de francês, creio que será uma ótima professora e pra essa profissão, mesmo com salários baixos não faltarão vagas, diferentemente de outras carreiras. Não que a profissão que você, ou seja, eu escolhi lá pelos idos de 2001 seja ruim, apenas o Brasil não valoriza muito, assim como não valoriza o professor, mas nesse último caso creio que terá mais oportunidades.

Confie sempre desconfiando das pessoas que se aproximam de você com sorriso fácil e franco no rosto, use sempre seu sentido aguçado e poderoso de uma nata aquariana, isso vai lhe ajudar e muito.

Meu tempo está acabando, mas acredito que se você mudar seu destino nessas duas coisas que te falei, a vida será mais leve e feliz com toda a certeza.

Boa sorte e até o futuro!
Beijos!

Eu em 2009






*esse post faz parte da blogagem coletiva "Uma carta para mim", iniciativa da Elaine Gaspareto, em comemoração ao primeiro aniversário do blog "Um pouco de mim". Os outros participantes você pode visitar aqui.

sábado, 19 de setembro de 2009

Comemorando...


Para comemorar a postagem de número 400 do blog que já está no ar desde Fevereiro de 2008, escolhi essa imagem com esse pensamento, "O amor não é aquilo que queremos sentir... E sim o que sentimos sem querer..."
Ao longo dessas 400 postagens, eu conheci muita gente, no plano virtual e no real, os virtuais tão presentes quanto os reais.
Ri bastante com muita gente boa, escutei as mais diversas histórias, li muitos blogs bons, participei de blogagens coletivas, recebi selos e memes. Pude conhecer outras paragens dentro e fora do país. Exercito meu francês sempre com amigos estrangeiros, aprendo com os brasileiros, moderei mais de 2000 comentários e por aí vai.
Agradeço a todos que sempre visitam, que deixam comentários, agradeço também aqueles que passam e levam um pouco de mim e deixam um pouco de si.
Que venham mais 400 e outras mais 400 postagens.....

E pra vocês, o que é o amor?

Meu muito obrigada a todos!

Beijos Tempestuosos!

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Corpo...



"Nunca mais quero amar com outra coisa além do corpo"

James Baldwin (1924 - 1987)

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Mais mimos...

É, desse jeito, a Laurinha do Coisas Fragéis me deixa mal acostumada.

Recebi mais esse selinho que está aqui embaixo:




Repasso para:
*Neguinha
*Wania

E o outro é um chiquérrimo selo para os enteados da queridíssima Madrasta que faz aniversário nesse mês. Se você já é um enteado, passe lá e pegue o seu, se você não é, vire logo.


Ah, e participe da promoção de aniversário, passe aqui.




Obrigada queridas,
Laura
&
Madrasta!

terça-feira, 15 de setembro de 2009

A arte de ser feliz...



O meu gosto pelos livros não é novidade para ninguém, pelo fato de ser bibliotecária. Mas bem antes disso, lá na minha infância os livros sempre foram minha paixão. Esse ano li Madame Bovary do Gustave Flaubert. Desde que iniciei meus estudos de francês em 2003 ouço falar desse autor e precisamente dessa obra e nunca tinha tido a oportunidade de ler, o que ocorreu nesse ano. Mas antes de ler Flaubert, li Mademoiselle Fifi de Guy de Maupassant, e através da biografia dele pude saber que era amigo e contemporâneo de Flaubert. Lendo Madame Bovary e a biografia de Flaubert, descubro Schopenhauer, que também era amigo e contemporâneo desses dois autores.
Então fui me aventurar na leitura, mas não podia iniciar por algum tratado ou livro mais denso, apesar de Schopenhauer não ter escrito nada fácil. Iniciei a leitura de "A arte de ser feliz", é um livro de escritos póstumos que não tinham sido publicados ainda e é composto de 50 máximas sobre essa arte. As máximas se assemelham aos ditados populares ou provérbios, mas com carga filósofica densa. É livro pra ler com calma, apreciando cada uma dessas máximas e refletindo sobre elas no nosso contexto atual, já que esse pequeno tratado é do século XIX. Mas para mim parece-me bastante atual.Selecionei um trecho da Máxima 1, a qual transcrevo abaixo, e espero que estimulem outros leitores, pois vale a pena.

Máxima 1

"Todos nós nascemos na Árcadia, todos viemos ao mundo cheios de pretensões de felicidade e prazer, e conservamos a insensata esperança de fazê-las valer, até o momento em que o destino nos aferra bruscamente e nos mostra que nada é nosso, mas tudo é dele, uma vez que ele détem um direito incontestável não apenas sobre nossas posses e nossos ganhos, mas também sobre nossos braços e nossas pernas, nossos olhos e nossos ouvidos, e até mesmo sobre nosso nariz no centro do rosto."

In.: Schopenhauer, Arthur.
A arte de ser feliz:exposta em 50 máximas. 2.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2005. p.7-8

*Informações sobre o autor você encontra aqui e sobre o livro aqui.

Boa leitura a todos!

Chuva fina...



A chuva fina que batia na janela trazia consigo uma nostalgia sem fim.
Assim como eram delicadas aquelas gotas d'água a deslizar na superfície vítrea, também eram seus beijos ternos e doces.




O frio da chuva me fez sentir o mesmo arrepio que sentia ao me tocar...

Aquela água cristalina lembrou-me a transparência do seu amor, do seu carinho e sua atenção.



A chuva lavou-me a alma e trouxe você pra perto de mim.

Chove copiosamente lá fora, mas meu coração está aquecido!



Amo você!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Presentinhos da Madrasta

E esse mês é tempo de aniversário na blogosfera, e a Madrasta está em festa.

Para presentear seus enteados tem selo e gif para top mordedor (assim como eu, dá licença que sou chique .... rs) e também promoção.

A promoção vai até as 23:59 h do dia 22/09, passe aqui e saiba como participar.











Beijos Tempestuosos a todos e vamos comemorar!

domingo, 13 de setembro de 2009

Presentinho...




Hoje eu ganhei da Laurinha do Coisas Fragéis esse lindo selo com direito à música francesa e tudo. Vejam aqui.

Adorei!muito obrigada!

O blog dela é muito fofo, passem lá!

Bisous de la Tempête!

Colo...




Seu olhar me dizia tudo,
Me acalmava,
Acalentava a alma.

Em seus braços aninhada,
Me sentia segura,
Amada e sempre desejada.

Seus braços fortes,
Sempre me envolvendo,
E meu pensamento ia longe.

Você sabia tudo de mim,
E eu de você,
O silêncio não era barreira entre nós,
Mas a nossa comunicação era através do olhar.



E seu olhar no meu sempre dizia tudo....

Por Tempestade

sábado, 12 de setembro de 2009

Em segredo...





Você chegou devagar...
Em segredo,
E aos poucos,
A cada dia era mais presente.

Hoje os dias sem você são vazios...
Mas na ausência você consegue se fazer presente...
E assim eu fui aprendendo com você....
E hoje não há mais segredos entre nós!


Gosto muito muito de você!

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Versos de amor...



VERSOS DE AMOR
A um poeta erótico
Parece muito doce aquela cana.
Descasco-a, provo-a, chupo-a... ilusão treda!

O amor, poeta, é como a cana azeda,
A toda a boca que o não prova engana.

Quis saber que era o amor, por experiência,
E hoje que, enfim, conheço o seu conteúdo,
Pudera eu ter, eu que idolatro o estudo,
Todas as ciências menos esta ciência!

Certo, este o amor não é que, em ânsias, amo
Mas certo, o egoísta amor este é que acinte

Amas, oposto a mim.
Por conseguinte
Chamas amor aquilo que eu não chamo.

Oposto ideal ao meu ideal conservas.
Diverso é, pois, o ponto outro de vista
Consoante o qual, observo o amor, do egoísta
Modo de ver, consoante o qual, o observas.

Porque o amor, tal como eu o estou amando,
É Espírito, é éter, é substância fluida,

É assim como o ar que a gente pega e cuida,

Cuida, entretanto, não estar pegando!
E a transubstanciação de instintos rudes,
Imponderabilíssima e impalpável,
Que anda acima da carne miserável
Como anda a garça acima dos açudes!

Para reproduzir tal sentimento
Daqui por diante, atenta a orelha cauta,

Como Mársias - o inventor da flauta -

Vou inventar também outro instrumento!
Mas de tal arte e espécie tal fazê-lo
Ambiciono, que o idioma em que te eu falo
Possam todas as línguas decliná-lo
Possam todos os homens compreendê-lo!

Para que, enfim, chegando à última calma
Meu podre coração roto não role,

Integralmente desfibrado e mole,

Como um saco vazio dentro d'alma!
Augusto dos Anjos

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Caminhos IV ...



Mais uma vez decidindo o caminho,
Vejo que sempre há escolhas,

Nunca nos perdemos.


Ao longo do caminho,
Eu refleti e aprendi,

Que a vida sempre segue um curso sem fim.



À beira do caminho,
Encontro-me esperançosa,

Feliz e ansiosa,

Por mais uma vez ter encontrado você.

Por Tempestade
Trilha do momento
O silêncio

*a primeira parte está aqui, o segundo caminho você encontra por aqui, e o atalho pra chegar nesse aqui.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

O que o amor me fez...



O amor me deixou estática, sem direção,
A olhar o tempo que passa,
A ouvir as batidas do coração,
Sentir a sua respiração.

O amor me fez,
Ver as estrelas,
Contemplar a lua,
Desejar o mar.

O amor me trouxe,
Calor pelo corpo,
Coração acelerado,
Beijo acalorado.

O amor me deu,
A chance de sorrir,
De ir e vir,
A vontade de me entregar a você.

O amor me ensinou,
Que chega quando menos se espera,
Que é mais forte que a dor,
E que tem a mais bela cor.

Quero sempre amar você!



Por Tempestade

Trilha do momento
Coração descompassado

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

domingo, 6 de setembro de 2009

Mais selos...

Mais uma rodada de selos recebidos. Os de hoje me foram dados pela do blog CI Inform@ndo.
Obrigada, sempre atenciosa!
Vamos lá então!






Regras do selo:
1 - Postar o selo em seu blog (feito)
2 - Escrever o nome da pessoa que te ofereceu o selo (prontinho), e
3 - Indicar blogueiros (as)

Para receber esse selo charmoso eu indico:

*Tyna
*Judith
*Wania
*Nany C.

*Sarah
*Nade
*A Madrasta Má


Bom, agora vamos a mais um.




Esse selo não veio com regras, então deixo aqui para quem quiser levar, está bem?
Acho que não esqueci de nenhum!

Luar...

Luar do dia 05/09/09


A lua distante,
A olhar pra mim,
Peço a ela que nunca se esqueça de mim.


Imensidão no céu,
Não faço nenhum escarcéu,
Prefiro um pão de mel.


Companheira,
Solitária,
Já me fez derramar muitas lágrimas de,
Alegria?
Tristeza?
Não importa, o que vale é a sua beleza.

Por Tempestade
Trilha do momento
Sonhadora

sábado, 5 de setembro de 2009

Caminhada marcante...



A nossa vida é feita de momentos marcantes, sejam bons ou ruins, alegres ou tristes, mas de toda maneira nos marcam por toda a vida e sempre farão parte da nossa trajetória. A Mylla me convidou a participar da Blogagem Coletiva sobre Uma experiência marcante, confesso que pensei em várias mas a que relato agora foi uma das mais recentes e que com certeza me marcará por toda a vida.


E em um dia quente de Janeiro de 2001, minha irmã vai atrás de mim na rua quando eu ia calmamente com minha mãe à padaria, e ao pé do ouvido me diz: você passou na UFMG. E eu ali mesmo no meio da rua caí em prantos, choro de felicidade por tanto tempo tentando vestibular (mudei de curso nessa quarta vez), e me via ali prestes a cruzar a portaria principal da Avenida Antônio Carlos. O curso? Biblioteconomia. Por que a escolha? Desde criança lia tudo, bula de remédio, manual de equipamentos, verbetes de enciclopédias, revistas em quadrinhos e claro – os livros, eternos companheiros.

Depois de muito esforço e dedicação, anos de estudos, sacríficios de várias formas, pois especialmente nesse último vestibular que fiz em Dezembro de 2000- Janeiro de 2001, fazia somente um ano que havia perdido o meu pai. Era díficil emocionalmente e materialmente falando. Minha mãe falou que se apertaria e não deixaria que meu sonho morresse. E realmente foi o que aconteceu e em março de 2001 eu começava a minha caminhada universitária.

Tudo novo, desconhecido, aquele campus enorme me remetia a visão de quão grande era o meu desafio, visto que eu era a única filha de uma família de mais 5 irmãos que ingressava no ensino superior. Você é visto com olhos de “o mais inteligente”, o futuro “doutor”.
Foram os melhores anos da minha vida ali naquele campus, aprendi tanto, conheci tanta gente. E no dia da minha formatura, tudo passou como um filme na minha cabeça, desde os dias das provas, a minha irmã me dando a notícia no meio da rua, e ali naquele momento recebendo o título de bacharel em biblioteconomia.
Esse momento foi um dos mais marcantes da minha vida, pois a minha primeira mestra, minha mãe, sempre acreditou em mim.
Hoje, finalizando o mestrado lá no mesmo campus, na mesma escola, olho pra trás e vejo o quanto valeu a pena.

Obrigada mãe!

*esse post faz parte da blogagem coletiva "Uma experiência marcante", iniciativa da Mylla do blog Vidas Linha.

Caminhos III ...



O caminho não é mais o mesmo,
Seu olhar se perdeu,
E eu continuo a caminhar.

Ao longo do caminho,
Aprendo que nunca estamos sozinhos,
Os sonhos continuam indo e vindo.

À beira do caminho,
Vejo o horizonte,
O verde,
A estrada a seguir....
O caminho que escolhi.
Por Tempestade
Trilha do momento
O silêncio

*a primeira parte você lê aqui e a segunda parte aqui.

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Setembro chegou...



E mais um Setembro chegou...
Com ele a expectativa de mais novidades, como todo início de mês.
Mas ele traz consigo outra magia: o renascer.




Renascer da esperança,
Renascer do amor,
O nascer do amanhã.



As flores,

A primavera,
Os passarinhos,
Festa sem fim!
Festa lá fora e dentro do meu coração!



Que Setembro seja marcante pra todos vocês!

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

terça-feira, 1 de setembro de 2009

O amanhecer distante....

Ilustração do blog Hijak Skank.

Corpo pesado,
Dia longo,
Pensamentos soltos.


Corpo estirado,
Cama leve,
Adormeço.

Sonhos me levam,
Para longe,
Acordo em outro lugar...




*Este post faz parte da blogagem coletiva de Setembro com o tema "Dormir aqui e amanhecer em outro lugar, uma iniciativa do blog Vou de Coletivo. Passe lá! Inscrições todo dia 20 de cada mês e no dia primeiro do mês seguinte iniciam as postagens.